Cultura

Rosto dos portugueses vai ser estudado e incluirá os açorianos


O rosto dos portugueses vai ser estudado ao pormenor, para se perceber o comportamento facial do país.
O estudo chama-se " Face ", é o primeiro realizado em Portugal e vai incluir caras dos Açores.


O Laboratório de Expressão Facial da Emoção, da Universidade Fernando Pessoa, no Porto, inicia hoje o estudo, mas vai ser um trabalho para 10 anos.

O famoso provérbio que diz " os olhos são o espelho da alma ", pode ter um fundamento científico.

Não só os olhos, mas todo o rosto de um indivíduo, desvenda várias emoções, através do posicionamento dos músculos e, o estudioso Armindo Freitas Magalhães vai analisar as principais emoções do rosto humano: alegria, tristeza, cólera, mêdo, desprezo, surpresa e aversão.

Depois disso, vai fazer o retrato de Portugal, a nível neuro-psico-fisiológico, usando imagens e vídeos.

Daqui a 10 anos, as bases de dados, resultantes do estudo, vão poder ser aplicadas em várias áreas, como a Justiça. Freitas Magalhães defende, por exemplo, que os interrogatórios judiciais deviam ser registados para se saber se o indivíduo está ou não a falar verdade, e também na Saúde, para se detectar os sinais de dor e de desconforto.

Em Portugal, de Acordo com o Instituto de Estatística, existem 10 milhões e 117 mil caras para estudar e o investigador sabe que não é possível vê-las todas, mas vai tentar estudar um número muito perto desse.

Na ocasião, terá que deslocar-se aos Açores e à Madeira, considerados autênticos tubos de ensaio para se avaliar até que ponto esses territórios, comparativamente a outros, alteram a expressão facial da emoção.

Sara Rocha / Carlos Tavares