Local

Açores: golfinhos precisam de paz (Vídeo)

A mais antiga empresa de observação de cetáceos nos Açores vai deixar de realizar a atividade de mergulho com golfinhos.

© Universidade dos Açores - Horta

O proprietário do Espaço Talassa, nas Lajes do Pico, diz que a pressão sobre a espécie é cada vez maior, sobretudo devido à falta de fiscalização.

Na resposta, o Secretário Regional do Mar garante que a atividade de observação e mergulho com golfinhos tem sido fiscalizada.

Fausto Brito e Abreu adianta, no entanto, que não houve, até ao momento, qualquer denúncia formal.



Telejornal