Local

Açores: Plataforma de Cidadania alerta para capturas "preocupantes" de tubarões

A pesca "descontrolada" de tubarão nos Açores está a originar níveis de capturas "preocupantes", tendo sido já apanhadas este ano 130 toneladas de tintureira, denunciou hoje a Plataforma de Cidadania, coligação formada para concorrer às eleições regionais de outubro.

Açores: Plataforma de Cidadania alerta para capturas preocupantes de tubarões

© Foto: Nuno Sá


"Nos últimos três meses, devido às excelentes condições meteorológicas, tem-se verificado que os valores de desembarque de diversas espécies de tubarão nos portos açorianos tem aumentado de forma muito preocupante", afirmou André Silveira, da Plataforma de Cidadania, que envolve o PPM, o MPT e independentes.

André Silveira, que falava numa conferência de imprensa em Ponta Delgada, frisou que "há muita preocupação" em relação ao nível das capturas, considerando que "o tubarão está a ser alvo de uma aniquilação em série".

Os dados hoje divulgados pela Plataforma de Cidadania indicam que já foram capturadas este ano 130 toneladas de tintureira, uma espécie de tubarão comum nos Açores, pelo que se espera que os valores de capturas deste ano venham a ultrapassar os de 2011.

A tintureira tem sido a espécie mais atingida, por ser apanhada juntamente com o espadarte, tendo André Silveira salientado que "a pesca ao espadarte com palangre de superfície é a principal responsável pela destruição dos mananciais de várias espécies de tubarão nos Açores, que são considerados capturas acessórias e sem interesse económico".

André Silveira recordou que a venda de tubarão nas lotas "não traz rendimento relevante" para os pescadores açorianos, mas destacou os proveitos que podem resultar da promoção da prática de mergulho com tintureiras no mar dos Açores.

Para inverter o atual quadro foi lançada uma petição que apela a que sejam adotadas "medidas que protejam os tubarões na Zona Económica Exclusiva (ZEE) dos Açores".

A petição, que atingiu 350 assinaturas em 24 horas, defende "a proibição do desembarque e comércio das espécies de tintureira, rinquim, tubarão-frade, tubarão-baleia, jamanta e manta na região".

Além disso, pretende "a proibição da pesca dirigida ao espadarte com palangre de superfície na ZEE dos Açores durante os meses em que a captura de tubarão seja superior à do espadarte", defendendo ainda "esforços junto das entidades europeias para a recuperação da jurisdição das pescas na totalidade das 200 milhas da ZEE dos Açores".

(APE/Lusa)