Local

Extensão do cabo de fibra ótica às Flores e Corvo arranca até março

Os trabalhos para a extensão do cabo de fibra ótica às ilhas das Flores e do Corvo, as únicas do arquipélago dos Açores que ainda não estão ligadas, devem começar até março.

Extensão do cabo de fibra ótica às Flores e Corvo arranca até março


A garantia foi hoje dada por José Contente, secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, admitindo que as obras poderão prolongar-se por um período entre "nove e doze meses".

"Prevê-se a instalação das redes de nova geração no centro do país até ao final do primeiro trimestre e o que está acordado é que, quando avançasse no centro do país, também avançaria nos Açores", afirmou José Contente.

Nesse sentido, salientou que "o Governo Regional espera que os trabalhos nos Açores se iniciem até março", acrescentando ainda que "Não temos dados actualizados, mas sabemos que a instalação nacional das redes de nova geração avança muito brevemente".

No início de janeiro, José Contente enviou uma carta ao ministro da Economia em que pedia a Álvaro Santos Pereira que revelasse as razões que impediam o início das obras de extensão do cabo de fibra ótica às ilhas das Flores e do Corvo.

Na altura, o secretário regional recordou que "a obra tem financiamento garantido e já obteve o visto do Tribunal de Contas", pelo que o executivo açoriano pretendia saber o que estava a atrasar o seu início.

O contrato para a instalação do cabo de fibra foi assinado a 18 de março de 2011, numa cerimónia realizada na ilha das Flores, a que assistiu o então ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, António Mendonça.

Para o executivo açoriano, a ligação da fibra ótica às Flores e ao Corvo, as duas únicas ilhas do arquipélago que ainda não estão ligadas a este cabo, é "fundamental para garantir a coesão territorial e permitir o acesso de todos os açorianos em condições de igualdade à sociedade da informação e do conhecimento".

(Lusa e Antena1 Açores)