Local

São Jorge: 30 cães vadios ameaçam pessoas e bens junto ao aterro da ilha

Em São Jorge cerca de 3 dezenas de cães estão a ameaçar pessoas e bens junto ao aterro da ilha. Alimentam-se de carcaças do aterro e já começaram a atacar pessoas e outros animais. A assembleia municipal da câmara das Velas acaba de aprovar uma recomendação do PP visando a captura ou abate destes cães vadios, considerado-os perigosos.

São Jorge: 30 cães vadios ameaçam pessoas e bens junto ao aterro da ilha

Cães perigosos em São Jorge


A recomendação foi aprovada por unanimidade e visa a captura ou o abate, por exemplo através de carne envenenada, destes animais.

São cães que foram fugindo do canil municipal das Velas, localizado junto ao aterro. Refugiaram-se em pequenas grutas, reproduziram-se, e à noite tomam conta do aterro, alimentando-se de carne das carcaças depositadas naquele local. Luís Silveira, deputado municipal do CDS POP explicou à Antena 1 Açores que esta matilha já atacou outros animais e mesmo pessoas.

Os cães são vadios e esfomeados, alguns de raças corpulentas e perigosas, como cães de fila.

O cenário é o aterro da ilha, localizado nos Rosais, na costa norte, próximo à fajã de João Dias.

Antena 1 Açores