Local

"Verónica": planta rara na ilha das Flores

Uma das plantas mais raras do mundo pode ser vista no Parque Natural das Flores, nos Açores, que possui a partir de hoje um guia para facilitar a visita à natureza virgem e selvagem que o caracteriza.

Verónica: planta rara na ilha das Flores

A ‘Verónica’ (Veronica dabneyi) é uma planta com cerca de 30 centímetros que surge em paredes rochosas com elevada humidade e exposição, estimando-se que existam menos de 500 exemplares.

“É uma das plantas mais raras do mundo. Durante sete décadas foi dada como extinta e só existe nas ilhas das Flores e do Corvo”, afirmou Álamo Meneses, secretário regional do Ambiente, em declarações aos jornalistas durante uma visita ao Parque Natural das Flores.

Este parque, que ocupa cerca de um terço do território da ilha, possui também as maiores e mais bem conservadas turfeiras arborizadas do Atlântico Norte, constituindo um património ambiental que levou a UNESCO a classificar as Flores como Reserva da Biosfera.

“O parque é uma visão moderna da conservação da natureza, que deve ser compatibilizada com o uso sustentado”, frisou o secretário regional, defendendo que o Parque Natural das Flores “tem potencial para ser uma das principais âncoras de desenvolvimento da ilha”.

Nesse sentido, Álamo Meneses defendeu que “o turismo de natureza é uma das principais forma de atração de turistas”.

Para potenciar a oferta natural das Flores e ajudar os visitantes a descobrir essa riqueza, foi hoje lançado o Guia do Parque Natural das Flores, uma publicação que inclui vasta informação sobre a ilha, desde a história à geologia, passando pelo património, pela fauna e pela flora.

“A ilha das Flores está classificada como Reserva da Biosfera e foi o espírito dessa distinção que presidiu à elaboração deste guia, ou seja, a conciliação entre a presença humana e a preservação da natureza”, frisou o secretário regional.

Os turistas que visitarem o Parque Natural das Flores, além deste completo guia, terão ainda a ajuda dos painéis informativos colocados nos principais pontos de observação, que explicam o que o visitante está a ver e fornecem informação que permite conhecer melhor a ilha.

Estes painéis são uma das melhorias introduzidas no parque, assim como a criação de melhores condições nos miradouros de onde é possível admirar as principais belezas paisagísticas das Flores.

Nos próximos dias, vai também abrir a Casa do Parque, instalada no Rochão do Junco, que funcionará como uma “porta de entrada” nesta área protegida, onde será possível ver uma pequena exposição sobre o parque e adquirir o guia hoje lançado.