Política

Paulo Estevão diz que não é refém do PSD (som)


O líder do Partido Popular Monárquico, PPM, disse hoje à Antena 1 Açores que o seu partido viabilizará o programa de um futuro governo regional do PSD, mas que isso não o torna refém dos social democratas.

Paulo Estevão diz que não é refém do PSD (som)


O dirigente monárquico, que comentava o anúncio do apoio do PSD à lista do PPM pelo círculo eleitoral do Corvo, explicou que o acordo para esse apoio é de base local, isto é, tem a ver com contrapartidas para a ilha. 

Recorde-se que os social democratas desistiram de ter lista própria no Corvo, optando por apoiar o PPM, porque, segundo Berta Cabral, líder social democrata, querem evitar a dispersão de votos, o que, na sua análise, poderia dar ao Partido Socialista os dois deputados da mais pequena ilha dos Açores.

Paulo Estevão explicou, por outro lado, que o acordo com o PSD em nada prejudica o empenhamento do PPM na Plataforma de Cidadania, dado que já tinha sido decido com a plataforma que no Corvo no PPM concorreria isolado e não associado a este movimento criado para disputar as eleições de 14 de outubro.



Notícia Antena 1 Açores