Sociedade

Acidente mortal em barco no Pico continua por esclarecer (Vídeo)

Passados mais de dois meses do acidente que vitimou um passageiro da Transmaçor no porto de São Roque do Pico ainda não estão concluídos os inquéritos ao caso.

A famílias e os amigos da vítima mortal queixam-se de falta de informação e da demora no apuramento das causas.

A Portos dos Açores e a Transmaçor mantêm silêncio sobre o caso.

Numa carta enviada aos jornalistas, um grupo de amigos da vítima mortal lamenta que, até agora, a família nunca tenha sido informada oficialmente do que aconteceu. A única coisa que conhecem é o relatório médico que indica que José Norberto não faleceu a bordo do navio Gilberto Mariano, mas no Centro de Saúde de São Roque, para onde foi transportado ainda com sinais vitais.

Na carta, os amigos questionam a demora no socorro à vítima, que teve de aguardar uma hora dentro do barco à espera que este voltasse a atracar, porque na mesma altura um navio de mercadorias ocupava quase todo o cais comercial e lembram que, na véspera desse acidente, dois outros cabeços tinham rebentado no porto da Madalena, o que fazia antever que havia algum problema.

Os amigos de José Norberto consideram, por isso, ter havido "negligência", tanto por parte da Portos dos Açores, como por parte da Transmaçor.

Fonte:Telejornal e Antena 1 Açores