Sociedade

Reclusos queixam-se de falta de condições na cadeia de Angra (Vídeo)

Os reclusos da cadeia de Angra do Heroísmo queixam-se da falta de condições do estabelecimento prisional e de tratamento desumano.

Os protestos estão relacionados com a alimentação, a demora no acesso à saúde e a proibição de acesso a valências como o refeitório.

As denúncias surgem pela voz de familiares, ex-reclusos e voluntários.

Na resposta, o Diretor do Estabelecimento Prisional de Angra do Heroísmo rejeita as denúncias.

Em comunicado, Alexandre Bettencourt afirma que as celas existentes são espaçosas e estão equipadas com sanitários modernos, bancada de leitura e sinal de televisão.

No que diz respeito à alimentação, o responsável da cadeia de Angra esclarece que as refeições são servidas pela mesma empresa de catering que fornece Universidade dos Açores e que esse serviço foi alvo de fiscalização.

Alexandre Bettencourt nega ainda a existência de dificuldades no acesso aos cuidados de saúde, garantindo que, a nível interno, os reclusos são acompanhados por um médico e um enfermeiro e encaminhados para o serviço regional de saúde quando necessário.

Telejornal