Ouvir
Tarde - Antena 1
Em Direto
Tarde - Antena 1

Os Dias da Rádio

Vergílio Ferreira

|

Vergílio Ferreira

Página RTP  "Centenário de Vergílio Ferreira"

Nasceu em Melo, na Serra da Estrela, no dia 28 de Janeiro de 1916 e faleceu em Lisboa no dia 1 de Março 1996. Frequentou o seminário do Fundão e licenciou-se em Filologia Clássica na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. A par do trabalho de escrita, foi professor de Português e de latim em várias escolas do país.

Inicialmente neo-realista, Vergílio Ferreira rapidamente se deixou influenciar pelos existencialistas franceses como André Malraux e Jean-Paul Sartre, iniciando um caminho próprio a partir do romance "Mudança" (1949).

Considerado um dos mais importantes romancistas portugueses do século XX, ganhou vários prémios entre eles o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores por duas vezes, primeiro com o romance "Até ao Fim" e depois com o romance "Na tua Face", e o prémio Femina em França, com o romance "Manhã Submersa".




Nos vinte anos da morte do autor de «Aparição», o jornalista Mário Galego visitou o lugar de refúgio para a escrita, entre a Serra de Sintra e o mar da Praia da Aguda: Fontanelas: lugar de refúgio.

*****

Escute aqui uma visita guiada pelo professor António José Dias de Almeida, desde a casa onde o escritor nasceu, passando pelos lugares de brincadeira, a Igreja, o Paço e o cemitério onde repousa virado para a Serra da Estrela. Caminho feito com a memória dos actuais habitantes da aldeia. «Melo: lugar de nascimento» reportagem de Mário Galego e Pedro A. Pina.

*****

Com "Aparição" Vergílio Ferreira pretendeu tornar o homem visível a si mesmo. Para o autor, o que se vê melhor é aquilo que não se vê, porque « o que está mais perto dos olhos, são os olhos e aos olhos ninguém os vê». Relembre aqui o programa RTP sobre "Aparição", no site Ensina do grupo RTP.

*****

Numa peça do jornalista Mário Galego, a Antena 1 escutou as opiniões de Gabriel Magalhães, professor da Universidade da Beira Interior, que estuda a obra do autor de «Aparição» e aponta hipóteses de haver outros livros que possam vir a ser estudados no ensino secundário. Ouça o trabalho sobre a modernidade da obra de Vergilio Ferreira.

*****

Escrevia para pensar a condição humana e para desvendar o mistério da vida.Vergílio Ferreira não contava apenas histórias, fazia "romance de ideias", como ele próprio dizia. Começou por ser um autor neorealista, mas acabou influenciado pelo existencialismo.

*****

Aqui pode recuperar o programa sobre Vergílio Programa apresentado pela RTP. A vida e a obra do escritor, num documentário originalmente exibido poucos dias antes do seu falecimento. Com imagens de arquivo, depoimentos diversos e leitura de excertos de obras da sua autoria.

*****

Ficção

1943 O Caminho Fica Longe
1944 Onde Tudo Foi Morrendo
1946 Vagão "J"
1949 Mudança
1953 A Face Sangrenta
1954 Manhã Submersa
1959 Aparição
1960 Cântico Final
1962 Estrela Polar
1963 Apelo da Noite
1965 Alegria Breve
1971 Nitido Nulo
1972 Apenas Homens
1974 Rápida, a Sombra
1976 Contos
1979 Signo Sinal
1983 Para Sempre
1986 Uma Esplanada Sobre o Mar
1987 Até ao Fim
1990 Em Nome da Terra
1993 Na Tua Face
1995 Do Impossível Repouso
1996 Cartas a Sandra


Ensaios

1943 Sobre o Humorismo de Eça de Queirós
1957 Do Mundo Original
1958 Carta ao Futuro
1963 Da Fenomenologia a Sartre
1963 Interrogação ao Destino, Malraux
1965 Espaço do Invisível I
1969 Invocação ao Meu Corpo
1976 Espaço do Invisível II
1977 Espaço do Invisível III
1981 Um Escritor Apresenta-se
1987 Espaço do Invisível IV
1988 Arte Tempo
1998 Espaço do Invisível V (póstumo)


Diários

1980 Conta-Corrente I
1981 Conta-Corrente II
1983 Conta-Corrente III
1986 Conta-Corrente IV
1987 Conta-Corrente V
1992 Pensar
1993 Conta-Corrente-nova série I
1993 Conta-Corrente-nova série II
1994 Conta-Corrente-nova série III
1994 Conta-Corrente-nova série IV
2001 Escrever (póstumo)



Prémios

Prémio D. Dinis (1981)
Prémio Literário Município de Lisboa (1983)
Prémio P.E.N. Clube Português de Novelística (1984, 1991)
Prémio da Crítica da Associação Portuguesa de Críticos Literários (1984)
Grande Prémio de Romance e Novela APE/IPLB (1987)
Prémio Jacinto do Prado Coelho (1987)
Prémio Camões (1992)
Prémio Bordalo de Literatura da Casa da Imprensa (1992)
Grande Prémio de Romance e Novela APE/IPLB (1993)
Prémio P.E.N. Clube Português de Ensaio (1993)