Ouvir
Baile de Máscaras
Em Direto
Baile de Máscaras João Pedro

Argumentos de Óperas, Obra


Os Amantes Teimosos

Ópera cómica em um ato

LibretoJosef Stolba

Estreia1881

ResumoApesar da ópera "Os Amantes Teimosos" só ter estrado em 1881, Dvorak já tinha a partitura completa desde 1874. No geral, a unidade desta ópera assenta num único tema associado a Rericha e a sua manha.

Melodicamente, esta ópera é muito mais rica do que as anteriores do mesmo género, muitas vezes antecipando o nacionalismo musical checo do Dvorak das "Danças Eslavas" - um Dvorak mais maduro.

Também o tratamento da comédia em si, bem como a caracterização das personagens são surpreendentemente desenvolvidos antecipando as óperas "O Jacobino" e "Kate e o Diabo", passadas também em pequenas vilas.

Numa pequena vila, algures no interior da Boémia, Vávra e Ríhová, ambos viúvos, decidem sobre o casamento dos seus respectivos filhos: Toník e Lenka. No entanto, o padrinho, Rericha, adverte os pais para a teimosia dos jovens. Na opinião de Rericha, é muito natural que eles se oponham ao casamento.

Assim, toda a ópera gira, a partir daqui, em torno dos planos de Rericha para fazer com que os jovens aceitem o casamento. Rericha começa então por levá-los a pensar que cada um deles vai casar com o pai do outro.

Com o decorrer da acção, os dois jovens teimosos admitem perante Rericha amarem-se mutuamente, mas só na penúltima cena o fazem um perante o outro.

Finalmente quando Rericha revela aquele que era o seu plano, os dois jovens ficam livres para casar e, na última cena desta ópera, juntam-se todos para comemorar o feliz desfecho desta história.