Ouvir
Vale a Pena Ouvir
Em Direto
Vale a Pena Ouvir Reinaldo Francisco

Argumentos de Óperas, Obra


O Morcego

Opereta em três atosLibreto

LibretoCarl Haffner e Richard Genée segundo La Réveillon (1872) de Henri Meilhac e Ludovic Halévy.

Estreia1874 em Viena (Theater an der Wien), Áustria.

AntecedentesO Morcego é incontestavelmente a mais brilhante de todas as operetas de Johann Strauss II, chegando a ser considerada como a opereta mais importante da Áustria. Esta foi inicialmente pensada para o Carltheater de Viena como uma adaptação fiel da peça O Reveillon de Henri Meilhac e Ludovic Halévy, no entanto a versão de opereta com música de Strauss acabou por ser apresentada no Theater na der Wien, rival do Carltheater.

ResumoA acção tem lugar num SPA nos arredores de uma grande cidade. Aí, um personagem de nome Gabriel von Eisenstein foi sentenciado com oito dias de prisão por uma ofensa menor. Entretanto Rosalinde, sua mulher, ouve as serenatas que o seu professor de canto, Alfred, lhe dirige. Ele promete-lhe regressar depois de Eisenstein começar a cumprir a sua sentença. Entra Adele, a empregada de Rosalind. Ela pretende ir à festa que o jovem príncipe russo Orlofsky vai dar nessa noite e assim inventa uma história acerca de uma tia doente que ela tem que ir visitar nessa noite. Rosalinde recusa conceder-lhe a noite. Entra Eisenstein. Ele está furioso com o seu advogado, o Dr. Blind, que fez com que aumentassem ainda mais a sua pena. Eisenstein é consolado pelo seu amigo Dr. Falke que relembra a noite em que, acabados de sair de uma festa bêbados, Eisenstein abandonou Falke vestido de morcego no meio da rua. É então que se volta a falar no baile dessa noite. Ora, de certeza que o governador não se vai importar se Eisenstein só aparecer no dia seguinte de manhã. Eisenstein concorda, escolhe a máscara e diz à sua mulher que a sua sentença vai começar de imediato. Depois de ambos simularem uma despedida dolorosa, Rosalind resolve então dispensar Adele de maneira a poder receber o seu professor de canto. Alfred chega e junta-se a Rosalinde para um jantar a dois que é interrompido pela chegada do governador, Frank. Este parte do principio que Alfred é o marido de Rosalinde e leva-o preso. Não se querendo comprometer Rosalinde aproveita-se do desentendido e deixa que Frank pense que Alfred é de facto o marido dela.