Ouvir
Refletor
Em Direto
Refletor Rui Guimarães

Festivais

FESTIM - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo | 9 Junho a 21 Julho

Águeda | Albergaria-a-Velha | Sever do Vouga | Ovar | Estarreja | Oliveira do Bairro

|

FESTIM - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo | 9 Junho a 21 Julho FESTIM - Festival Intermunicipal de Músicas do Mundo | 9 Junho a 21 Julho


Águeda | Albergaria-a-Velha | Estarreja 
Oliveira do Bairro Ovar | Sever do Vouga 

9 Junho a 21 Julho


15 Concertos com artistas de 7 países, de 4 continentes

O Festim chega à sua 8ª edição, cumprindo, em 2016, uma etapa sólida do projeto. Desde 2009, uma série de Municípios realiza, em conjunto, um festival intermunicipal de músicas do mundo. Apostando em sinergias de partilha, este modelo em rede tem permitido apresentar um cartaz que inclui grupos e artistas de renome. 

Aos nomes que já passaram pelo festival, juntam-se outros grandes nomes nesta 8ª edição. Dos 15 concertos programados apenas três serão em sala, dando força à ideia de um verdadeiro Festim, com a festa a extravasar para o espaço público. 

Na festiva viagem pela diversidade deste ano há artistas de França, Espanha, Mali, Cuba, Índia, Senegal e Cabo Verde, fazendo-nos chegar sonoridades de 4 continentes.
Todos ao 8º Festim!


FESTIM na Antena 2

3ª feira - 7 Junho 00h00-1h00
- Entrevista a Luís Fernandes (director artístico do FESTIM) em Raízes, de Inês Almeida

5ª feira - 9 Junho 7h00-10h00
- Entrevista a Luís Fernandes (director artístico do FESTIM) em Império dos Sentidos, de Paulo Alves Guerra  

- Os concertos do FESTIM 2016, à semelhança dos anos anteriores, serão transmitidos na íntegra no programa Raízes, em Outubro


Programa

todos os concertos às 22H

Sextet à Claques 
qui 9 Jun Estarreja
sex 10 Jun Águeda
sáb 11 Jun Albergaria-a-Velha

Tomás de Perrate 
sex 24 Jun Oliveira do Bairro
sáb 25 Jun Sever do Vouga

Tinariwen
qui 30 Jun Albergaria-a-Velha
sex 1 Jul Ovar

Ibrahim Ferrer Jr.
qui 30 Jun Ovar
sáb 2 Jul Sever do Vouga

Trilok Gurtu Band 
qui 7 Jul Águeda
sex 8 Jul Estarreja
sáb 9 Jul Sever do Vouga

Cheikh Lô 
qui 14 Jul Águeda
sex 15 Jul Albergaria-a-Velha

Tito Paris 
qui 21 Jul Águeda


Concertos


Sextet à Claques | França

Valère Passeri, violino 
Camille Passeri, trompete 
Marie Jouis, violino 
Arthur Hennebique, contrabaixo 
Florian Huygebaert, percussões 
Anthony Jambon, guitarra

9 Junho Estarreja (Parque Municipal do Antuã (Festas do Município))
10 Junho  Águeda (Praça do Município (São Sebastião))
11 Junho Albergaria-a Velha (Quinta do Torreão (Festival do Pão))

Baile trad

Sextet à Claques chegam de França e trazem-nos o baile tradicional do movimento trad-folk internacional.
Com excelentes instrumentistas oriundos de várias cidades francesas, este sexteto é a coqueluche do movimento trad-folk internacional ligado às danças tradicionais. Se os ouvidos e os pés pedirem, os terreiros vão transformar-se num baile interminável. No folguedo das chapelloises ou na serenidade das mazurkas, este coletivo apresenta uma sonoridade inusitada juntando trompete e violinos! Garantia de energia. O Festim começa sem cadeiras!



Tomás de Perrate | Espanha

Tomás de Perrate, voz 
Amador Gabarri, guitarra 
Dani de Utrera, voz e cajón 
Alejandro Gonzalez, voz e palmas
Macarena la Ripa, baile

24 Junho Oliveira do Bairro (Quartel das Artes Dr. Alípio Sol)
25 Junho Sever do Vouga (Parque Urbano (Feira do Mirtilo))

Flamenco

O flamenco chega ao Festim com um dos seus nomes mais experientes. O estilo puro de Tomás de Perrate, 'cantaor' cigano, promete uma viagem à essência da alma flamenca. Com o cante como tradição de família, Tomás traz-nos o vigor de um estilo ancestral e a sua voz emana a pujança do calor andaluz. No Festim com guitarra, palmas, cajón y baile, Perrate será sinónimo da autenticidade de um flamenco que se tornou expressão maior no mundo. É com solenidade que o Festim apresenta Tomás de Perrate, na síntese entre o purismo e a modernidade do flamenco espanhol.



Tinariwen | Mali
 
Ibrahim Ag Alhabib, voz e guitarra 
Touhami Ag Alhassane, voz e guitarra 
Abdallah Ag Alhousseyni, voz e guitarra
Eyadou Ag Leche, voz e baixo 
Said Ag Ayad, voz e percussão 
Elaga Ag Hamid, voz e guitarra

30 Junho Albergaria-a-Velha (Quinta do Torreão (Albergaria ConVida))
1 Julho Ovar (Praia de Esmoriz)

Desert Blues

Diretamente do deserto do Sahara, esta banda tuaregue apresenta a sua música orgulhosa e sofrida, um rock rebelde como a sua própria condição. A longa história dos Tinariwen é a de um grupo nómada de refugiados empunhando guitarras e enfeitiçando plateias pelo mundo. A música profunda dos Tinariwen, com vários dos seus discos gravados em pleno deserto, traz o calor dos blues do norte de África e a diversidade cultural das fronteiras que os seus músicos atravessam. Uma tempestade de areia em forma de música. 
Eis chegado ao Festim o estonteante talento dos Tinariwen!



Ibrahim Ferrer Jr. | Cuba

Ibrahim Ferrer Jr, voz 
Raúl Monteagudo, piano 
Dagoberto Diaz Madrazo, percussões 
Enrique Pessino Mieres, baixo
Frank Mayea, trompete

30 Junho Ovar (Praia de Esmoriz)
2 Julho Sever do Vouga (Parque Urbano)

Cubana

Ibrahim Ferrer Jr apresenta, com o seu próprio estilo e personalidade, os clássicos da música cubana, boleros e bachatas, em novas versões de grandes temas. Mas também canções inéditas, numa visão moderna que une La Habana ao mundo.
Os concertos de Ibrahim Ferrer Jr são noites para desfrutar, com um carisma transversal a várias gerações, no passado como no presente. Continuador de uma estirpe lendária de vocalistas, Ibrahim Ferrer Jr é filho do lendário cantor cubano com o mesmo nome, a quem dedica o seu disco acabado de lançar em 2016. Este ano, temos Cuba no Festim!



Trilok Gurtu Band | Índia

Trilok Gurtu, percussão e voz 
Jonathan Ihlenfeld Cuniado, baixo 
Jesse Milliner, teclados 
Christian Kappe, trompete

7 Julho Águeda (Largo 1º de Maio (AgitÁgueda))
8 Julho Estarreja (Cine-Teatro de Estarreja)
9 Julho Sever do Vouga (Parque Urbano)

Etno-Jazz

Percussionista de classe mundial. Conhecido pelas suas experiências de fusão dos ritmos do mundo, Trilok Gurtu é um mestre inigualável nas tablas indianas mas, ao mesmo tempo, senhor de uma linguagem multi-estilística, numa perceção que só um 'globetrotter' como Trilok pode captar.
E chega ao Festim com o seu quarteto, prometendo espaços de etno-jazz e de fusão, sem esquecer a sua veia de entertainer, sempre em grande interação com o público. A legião de seguidores de Trilok Gurtu, esse percussionista universal, vai acorrer a três concertos seguramente memoráveis.



Cheikh Lô | Senegal

Cheikh N´Digel Lô, voz, guitarra, timbal 
Baye Mahanta Diop, guitarra 
Alassane Cissé, baixo 
Khadim M’Baye, percussão (sabar) 
Wilfrid Zinsou, trombone, sax 
Badou N´Diaye, bateria 
Samba N´Dokh, talking drums

14 Julho Águeda (Largo 1º de Maio (AgitÁgueda))
15 Julho Albergaria-a-velha (Cineteatro Alba)

Afro-pop

A voz de Cheikh Lô é elegante, atraente, espiritual e festiva. Uma pulsação africana cosmopolita, partindo dos subúrbios de Dakar para o mundo. Amado no Senegal e admirado por melómanos de todo o planeta, Cheikh Lô é um dos gigantes da música dessa África criativa que nos arrebata a cada pulsação. A figura delgada de Cheikh Lô, com décadas de música no corpo, encerra um inovador incansável, empurrando as fronteiras da sua própria música. Lô acaba de ser galardoado com o prémio carreira no maior evento mundial de world music, a Womex 2015. 



Tito Paris | Cabo Verde

Tito Paris, guitarra e voz 
Manuel Paris, baixo 
Moisés Ramos, piano 
Paulo Figueiredo, guitarra eléctrica
António Paris, bateria 
Paulino Pina, percussão 
Daniel Salomé, saxofone e clarinete 
Tomás Pimentel, trompete

21 Julho Águeda (Largo 1º de Maio (AgitÁgueda))

Caboverdiana

Tito Paris é um dos maiores expoentes da música caboverdiana. A voz quente afirma-se sedutora e a guitarra ostenta uma eloquência ainda mais apaixonante. Toda a morabeza cabe neste filho querido de Cabo Verde, esse arquipélago exportador de talentos musicais para o mundo. A melancolia e os movimentos bamboleantes e insinuantes são uma profunda manifestação de “sodade”. Tito Paris, um artista de eleição e embaixador da alma musical do seu país, preserva o génio crioulo e é uma das propostas felizes do Festim 2016, que começa e acaba com grandes tentações para dançar.



Mais informações, aqui.