Ouvir
Vibrato
Em Direto
Vibrato Pedro Rafael Costa

Letras de Canções


Ma barque Légère / O meu barco veloz

Letra Original:


Ma barque Légère (Joseph Naudet)

Lise sur le rivage
Un soir se promenait.
A la fillette sage
Tout bas Lucas disait:
"Le ciel est sans nuage,
Il n'est pas encor nuit,
Viens et vers l'autre plage
Nous voguerons sans bruit."
Ah!

Lise, que vas-tu faire?
Prudente est la bergère,
Mais la barque est légère
Et l'amour la conduit.

L'orage au loin commence,
Le vent souffle si fort,
Qu'il est de la prudence
De regagner le bord!
Déjà la foudre gronde,
Mais en vain l'éclair luit,
Vite Lucas fend l'onde
Et loin du bord il fuit.
Ah!

"Où vas-tu téméraire?"
"Ne crains rien ma bergère,
Notre barque est légère,
Mais l'amour la conduit."

Lise a peur du naufrage
Et pour la rassurer,
Sous un épais feuillage,
Lucas vient d'amarrer.
"Voyez, durant l'orage,
Comme le temps s'enfuit,
La cloche du village
Vient de sonner minuit."
"Ciel! Que dira ma mère!"

Une autre fois, bergère,
Fuis la barque légère
Quand l'amour la conduit.

Tradução para Português:


O meu barco veloz (Joseph Naudet)

Lise passeava,
Uma tarde, sobre a margem.
À bem comportada jovem
Lucas dizia suavemente:
"O céu está sem nuvens,
E ainda não é noite,
Vem, e em direcção à outra margem
Nós remaremos sem ruído."
Ah!

Lise, o que vais tu fazer?
A pastora é prudente,
Mas o barco é veloz
E o amor o conduz.

A tempestade sente-se na distância.
O vento sopra tão forte
Que manda a prudência
Regressar à margem!
Já ribomba o trovão,
Mas em vão brilha o relâmpago,
Depressa Lucas abre passagem através das ondas
E se apressa para longe da margem.
Ah!

"Onde vais tu temerário?"
"Não tenhas medo, minha pastora,
O nosso barco é veloz,
Mas o amor o conduz."

Lise tem medo do naufrágio
E para a tranquilizar
Sob uma espessa folhagem
Lucas acaba de amarrar.
"Vede, durante a tempestade
Como o tempo passa,
O relógio da aldeia
Acaba de bater a meia-noite."
"Céus! O que dirá a minha mãe!"

Uma outra vez, pastora,
Foge o barco veloz
Quando o amor o conduz.