Ouvir
Vibrato
Em Direto
Vibrato Pedro Rafael Costa

Regulamento

PJM 2015

29ª Edição

|

PJM 2015 PJM 2015

1.
 ORGANIZAÇÃO

1.1. A Rádio e Televisão de Portugal, através da Antena 2, organiza em 2015 a 29ª Edição do Prémio Jovens Músicos (PJM), destinado a músicos portugueses e a músicos estrangeiros residentes em Portugal, nos níveis e modalidades referidos nos números seguintes e nos termos deste Regulamento.

1.2. O PJM é atribuído nas seguintes modalidades:

Categoria A

Solistas | Nível Superior

- Saxofone
- Viola de Arco
- Violoncelo
- Canto

Solistas | Nível Médio
- Trompete
- Oboé
    
Categoria B:

Música de Câmara (até sexteto) | Nível Superior
Música de Câmara (até sexteto) | Nível Médio
        

Categoria C:

Música Barroca (até sexteto)
  
1.3. O PJM é constituído por uma Pré-eliminatória (por gravação áudio), uma Eliminatória e uma Final. Decorrerá, ainda, a eleição do "Jovem Músico do Ano", escolhido entre todos os candidatos solistas laureados com o 1º prémio.

2. CONDIÇÕES DE ADMISSÃO DOS CONCORRENTES

2.1. O PJM contempla três categorias:

Categoria A | Solistas

Nível Superior:

Saxofone, Viola de Arco, Violoncelo, para concorrentes nascidos a partir de 01 de outubro de 1989

Canto, para concorrentes nascidos a partir de 01 de outubro de 1987.

Os vencedores do 1º Prémio | Nível Superior em edições anteriores, independentemente da data de nascimento, não serão admitidos a concurso.

Nível Médio:

Trompete e Oboé: para concorrentes nascidos a partir de 01 de outubro de 1994.

Os vencedores do 1º Prémio | Nível Médio em edições anteriores, independentemente da data de nascimento, não serão admitidos a concurso. Estes, no entanto, podem concorrer na Categoria A | Nível Superior.

Categoria B | Música de Câmara

Para agrupamentos até sextetos (inclusive)

Nível Superior: para concorrentes nascidos a partir de 01 de outubro de 1989. Os candidatos que tenham integrado agrupamentos vencedores do 1º Prémio | Nível Superior em edições anteriores, independentemente da data de nascimento, não serão admitidos a concurso.

Nível Médio: para concorrentes nascidos a partir de 01 de outubro de 1996. Os candidatos que tenham integrado agrupamentos vencedores do 1º Prémio | Nível Médio em edições anteriores, independentemente da data de nascimento, não serão admitidos a concurso. Estes, no entanto, podem concorrer na Categoria B | Nível Superior.

Nota: não são aceites candidaturas baseadas na média etária dos elementos integrantes dos agrupamentos.

Categoria C | Música Barroca

- Para agrupamentos até sextetos (inclusive)
- Para concorrentes nascidos a partir de 01 de outubro de 1986.

Os candidatos que tenham integrado agrupamentos vencedores do 1º Prémio em edições anteriores, independentemente da data de nascimento, não serão admitidos a concurso.

2.2. Os concorrentes de nacionalidade portuguesa devem:
- Preencher o Formulário de Inscrição disponível até 19 de Abril de 2015.
- No acto de inscrição, os candidatos deverão carregar uma fotografia em formato jpg e uma cópia digitalizada do Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão.
- Submeter até ao dia 10 de Maio de 2015 (data de recepção) as gravações em formato áudio da interpretação das obras escolhidas para a prova Pré-Eliminatória, carregando-as por we transfer (ou equivalente) para o endereço: pjm-wetransfer@rtp.pt

Advertências:
. ATENÇÃO: na presente edição do PJM as gravações das provas pré-eliminatórias deverão ser enviadas apenas em formato áudio. Gravações em formato vídeo não serão admitidas a concurso.
. O texto associado a cada envio deverá incluir o nome e instrumento do candidato (Categoria A) ou o nome do agrupamento e seu representante (Categorias B e C).
. Os ficheiros áudio deverão ser carregados em formato mp3 ou wav.
. Cada obra deverá ser enviada num ficheiro separado
. As obras com vários andamentos deverão ser enviadas num único ficheiro
. Cada ficheiro deverá ser claramente identificado com os seguintes dados, pela ordem indicada: nome do compositor; nome abreviado da obra; referência ao andamento. Alguns exemplos:
o   BACH_SUITE6_Prelude+Gigue.mp3
o   CHARLIER_ESTUDOS_Numero10.mp3
o   HAENDEL_SONATA_HWV366Opus1.wav
. Os candidatos deverão verificar e assegurar a qualidade técnica das gravações das suas provas.
. O PJM não aceitará carregamentos nas datas posteriores aos prazos indicados neste Regulamento.

2.3. No repertório da categoria B - Música de Câmara, serão aceites versões com transcrições de outros instrumentos, desde que apresentadas à apreciação e aprovação do júri. Esses pedidos deverão ser devidamente justificados e feitos no acto de inscrição (online, no sítio da Antena 2).

O não cumprimento do disposto leva à exclusão do grupo.

2.4. Os concorrentes estrangeiros residentes em Portugal devem apresentar os documentos indicados em 2.2 juntamente com uma cópia de um documento comprovativo de residência.

Nota: os grupos concorrentes em Música de Câmara e Música Barroca são representados por um dos seus elementos. Todos os elementos do grupo devem inscrever-se individualmente apresentando os documentos indicados em 2.2 e 2.3.

3. PROVAS

CATEGORIA A - SOLISTAS

Notas Prévias:
- A RTP-Antena 2 não assegura a contratação de pianistas acompanhadores, pelo que se alerta os candidatos para a necessidade de garantirem a presença dos seus acompanhadores durante as provas Eliminatória e Final.
- O secretariado do prémio tem uma lista de contactos de pianistas que colaboraram com o PJM em anteriores edições e que poderá facultar aos candidatos eventualmente interessados.
- As obras encomendadas pela RTP-Antena 2 / Prémio Jovens Músicos estão disponíveis através das Edições Scherzo (www.scherzoeditions.com)

OBOÉ | NÍVEL MÉDIO

PRÉ-ELIMINATÓRIA: (prova submetida por gravação áudio)
Atenção às advertências assinaladas no ponto 2.2

a) Uma obra à escolha entre as seguintes:
- Georg F. HAENDEL: Sonata em dó menor (Nova Music);
- Georg P. TELEMANN: Sonata em lá menor (Amadeus ou Breitkopf)

b) Uma obra à escolha entre as seguintes:
- Benjamin BRITTEN: 3 das "6 Metamorfoses segundo Ovídio" Op.49 (Boosey & Hawkes)
- Carl NIELSEN: "2 Phantasy Pieces" Op.2 (Hansen)

ELIMINATÓRIA:

a) Luís COSTA: Étude, Lá. Something - Encomenda PJM (www.scherzoeditions.com)
b) Um concerto barroco à escolha entre os seguintes: 
- Alessandro MARCELLO: Concerto em ré menor (Musica Rara)
- Georg F. HAENDEL: Concerto em sol menor (Boosey & Hawkes)  

c) Uma obra do repertório romântico à escolha entre as seguintes:
- Robert SCHUMANN: Adagio e Allegro (Billaudot ou IMP)
- Jan W. KALLIWODA: "Morceau de Salon" (Musica Rara)

d) Uma obra do séc. XX à escolha entre as seguintes:
- Antal DORATI: Números 1 e 2  das "Cinq pieces pour l'Hautbois" (Boosey & Hawkes)
- Witold LUTOSLAWSKI: "Epitaph" (1979) (Chester)

FINAL:

a) Uma obra contemporânea à escolha entre as seguintes:
- Elliott CARTER: "Inner Song"
- Jonh EXTON: 3 Peças para oboé solo (Chester)
- Sérgio AZEVEDO: "Bergerettes 1" para oboé solo

b) Um concerto (memorizado) à escolha entre os seguintes:
- Wolfgang A. MOZART: Concerto em dó maior (Barenreiter/ Henle)
- Joseph HAYDN: Concerto em dó maior (Breitkopf)
- Ludwig LEBRUN: Concerto no.1 em ré menor (Schott)
- Franz KROMMER: Concerto em fá maior Op. 52 (Musica Rara)
- Vincenzo BELLINI: Concerto em mib maior (Ricordi)
 
TROMPETE | NÍVEL MÉDIO

 PRÉ-ELIMINATÓRIA: (prova submetida por gravação áudio)
Atenção às advertências assinaladas no ponto 2.2

a) Dois estudos de dois livros diferentes à escolha entre os seguintes:
- David UBER: "Solo Études"
- Phil SNEDECOR: 20 estudos do "Lyrical Études"
- Theo CHARLIER: 36 "Estudos Transcendentes"

b) Uma peça à escolha entre as seguintes:
- Santiago BÁEZ: uma das "Piezas Andaluzas" para trompete e piano
·I. Bulerías del Guadalquivir
·II. Medianoche Circular
·III. Alborada
·IV. Rondo de la Candela
- Vassily BRANDT: "Concertpiece nº1"
- Vassily BRANDT: "Concertpiece nº2"
- Thomas BEVERSDORF: "Sonata" para trompete e piano
- Thorval HANSEN: "Sonata" para trompete e piano, Op.18

ELIMINATÓRIA:

a) Jorge PORTELA: "new approaches... Toccata for Bb trumpet solo" - Encomenda PJM 

b) Uma obra à escolha entre as seguintes:
- Eugéne BOZZA: "Rustiques" para trompete e piano
- Joseph TURRIN: "Caprice" para trompete e piano
- Henri TOMASI: "Tryptique" para trompete e piano
- Halsey STEVENS: "Sonata" para trompete e piano
- Kent KENNAN: "Sonata" para trompete e piano

c) Uma obra à escolha entre as seguintes:
- Théo CHARLIER: "Solo de concours"
- Karl PILLS: "Sonata" para trompete e piano
- Paul HINDEMITH: "Sonata" para trompete e piano
- Flor PEETERS: "Sonata" para trompete e piano
- Alexander AROUTIOUNIAN: "Aria and Scherzo"

FINAL:
 
a) Uma obra para trompete solo composta a partir da segunda metade do séc. XX (diferente das apresentadas nas fases anteriores do concurso)

b) Um concerto (memorizado) à escolha entre os seguintes:
- Alexander AROUTIOUNIAN: "Concerto"
- Oskar BOHME: "Concerto em fá menor, op.108"
- Joseph HAYDN: "Concerto em mib maior"
- Johann Nepomuk HUMMEL: "Concerto em mib maior, S.49"
- Ida GOTKOVSKY: "Concertino"

SAXOFONE | NÍVEL SUPERIOR

PRÉ-ELIMINATÓRIA: (prova submetida por gravação áudio)
Atenção às advertências assinaladas no ponto 2.2

a) Uma obra à escolha entre as seguintes:
- Pierre SANCAN: "Lamento et Rondo" (Ed. Durand)
- Claude PASCAL: "Sonatine" (Ed. Durand)
- Paul CRESTON: "Sonate" (Ed. Shawnee Press)
- Roger BOUTRY: "Divertimento" (Ed. Alphonse Leduc)

b) Um estudo à escolha constante no seguinte livro:
- Eugéne BOZZA: "Études Caprices" (Ed. Alphonse Leduc)

ELIMINATÓRIA:

a) Daniel DAVIS: "No fim do que tudo parece ser..." - Encomenda PJM (www.scherzoeditions.com)

b) Uma obra à escolha entre as seguintes:
 - Carlos Filipe CRUZ: "Krisis" (Scherzo Editions)
- Lino GUERREIRO: "Ostinatus" (Ed. AVA)
- Sérgio AZEVEDO: "Quatro Peças Breves" (Ed. AVA)
- Tiago DERRIÇA: "Sonata" (Ed. AVA)
- Luís CARDOSO: "Insomnia" (Edição do autor)
 
c) Uma obra à escolha entre as seguintes:
- Alfred DÉSENCLOS: "Prélude, Cadence et Finale" (Ed. Alphonse Leduc)
- Edison DENISOV: "Sonate" (Ed. Alphonse Leduc)
- William ALBRIGHT: "Sonata" (Ed. Peters)
- Takashi YOSHIMATSU: "Fuzzy Bird Sonata" (Ed. Billaudot)
- Jindrich FELD: "Sonata" p/ sax. alto (Ed. Leduc)
- Bruno MANTOVANI: "L'incandescence de la Bruine" p/ sax. soprano (Ed. Henri Lemoine)
- Marcel MIHALOVICI: "Chant Premier" p/ sax. tenor (Ed. Heugel)
- Leon STEIN: Sonata p/ sax. tenor (Southern Music Co.)
- Robert LEMAY: "Trou Noir" p/ sax. barítono (Opus102)
- Harald GENZMER: "Rhapsodie" - toda a obra p/ sax. barítono (Ries & Erler, Berlin)

FINAL:

a) Uma obra livre - a tocar em saxofone à escolha - para saxofone solo (diferente das apresentadas nas anteriores fases do concurso)

b) Uma obra completa (memorizada) à escolha entre as seguintes:
- Henry TOMASI: "Concerto" (Ed. Alphonse Leduc)
- Lars-Erik LARSSON: "Konsert" (Ed. Carl Gehrmans, Sweden)
- Heitor VILLA-LOBOS: "Fantasia" p/ sax. soprano ou tenor (Southern Music Publishing Company)
- Frank MARTIN: "Ballade pour saxophone et orchestre" (Ed. Universal)
- Alexander GLAZUNOV: "Concerto" (Ed. Alphonse Leduc)
- Jaques IBERT: "Concertino da Câmara" (Ed. Alphonse Leduc)
- Jacob ter VELDHUIS: "Tallahatchie Concerto" (Ed. Donemus/Muziek Centrum NL)

VIOLA DE ARCO | NÍVEL SUPERIOR

PRÉ-ELIMINATÓRIA: (prova submetida por gravação áudio)
Atenção às advertências assinaladas no ponto 2.2

a) 1º andamento (com cadenza) de um concerto à escolha entre os seguintes:
- Franz Anton HOFFMEISTER                                                                       
- Carl STAMITZ (em ré maior)

b) Johann S. BACH - Dois andamentos à escolha entre as obras seguintes:
- uma das Suites para violoncelo solo
- uma das Sonatas e Partitas para violino solo (transcrição para viola solo)

ELIMINATÓRIA:

a) Hugo Vasco REIS: "Metamorphosis and Resonances" - Encomenda PJM (www.scherzoeditions.com)

b) Uma sonata completa com piano, à escolha entre as seguintes:
- Johannes BRAHMS: Sonata Op.120 nº1
- Johannes BRAHMS: Sonata Op.120 nº2
- Paul HINDEMITH: Sonata Op.11 nº4
- Paul HINDEMITH: Sonata Op.25 nº4
- Paul HINDEMITH: Sonata 1939
- Dmitri CHOSTAKOVITCH: Sonata Op.147
- Henri VIEUXTEMPS: Sonata op.36
- Franz SCHUBERT: Sonata Arpeggione
- Rebecca CLARKE: Sonata
 
c) Uma peça à escolha entre as seguintes:
- George ENESCO: "Concertpièce"
- Sergei PROKOFIEV: "Romeu e Julieta" (transcrição Borisovsky) - Introduction, Juliette Enfant, Danse des Chevaliers
- Johann S. BACH / Zoltán KODALY: "Fantasia Chromatica"

FINAL:

a) Uma obra de escolha livre (diferente das apresentadas nas fases anteriores do concurso) escrita a partir da segunda metade do séc. XX - duração aprox. 10'

b) Um concerto memorizado à escolha entre os seguintes:
- William WALTON
- Béla BARTÓK
- Paul HINDEMITH: Kammermusik 5
- Paul HINDEMITH: Der Schwanendreher
- Krzysztof PENDERECKI
- Alfred SCHNITTKE
 
VIOLONCELO | NÍVEL SUPERIOR

PRÉ-ELIMINATÓRIA: (prova submetida por gravação áudio)
Atenção às advertências assinaladas no ponto 2.2
 
a) Johann S. BACH: Prelúdio + um andamento de uma das três últimas Suites para Violoncelo Solo
 
b) Luigi BOCCHERINI: uma Sonata (completa)
  
ELIMINATÓRIA:

a) Luís LOPO: "Epifania" - Encomenda PJM (www.scherzoeditions.com)

b) Uma sonata (completa) à escolha entre as dos seguintes autores:
- Ludwig van BEETHOVEN (exceptuando as duas primeiras sonatas)
- Johannes BRAHMS
- Franz SCHUBERT
 
c) Uma obra à escolha entre as seguintes:
- Antonín DVORÁK: Rondo, Op.94
- Claude DEBUSSY: Sonata em ré menor
- Bohuslav MARTINU: Variações Rossini
- Igor STRAVINSKY: Suite Italiana
- Piotr I. TCHAIKOVSKY: Pezzo Capriccioso, Op.62

FINAL:
 
a) Uma obra (ou parte) da 2ª metade do séc. XX / séc. XXI (diferente das apresentadas nas fases anteriores do concurso) - duração máxima de 10 min.

b) Um concerto (memorizado) à escolha entre os seguintes:
- Joseph HAYDN: Concerto em ré maior, Hob. VIId/3
- Joseph HAYDN: Concerto em dó maior
- Robert SCHUMANN: Concerto em lá menor, Op.129
- Antonín DVORÁK: Concerto em si menor, Op.104
- Dmitri CHOSTAKOVITCH: Concerto nº1 em mib maior, Op.107
- Dmitri CHOSTAKOVITCH: Concerto nº2, Op.126
- Fernando LOPES-GRAÇA: Concerto de Câmara
- Edward ELGAR: Concerto em mi menor, Op.85
- Sergei PROKOFIEV: Sinfonia Concertante
- Dmitri KABALEVSKY: Concerto nº 2, Op.77
- Piotr I. TCHAIKOVSKY: Variações sobre um tema rococó, Op.33
 
CANTO | NÍVEL SUPERIOR

PRÉ-ELIMINATÓRIA: (prova submetida por gravação áudio)
Atenção às advertências assinaladas no ponto 2.2
 
a) Um lied (*) à escolha
(*) O termo lied é entendido na sua acepção mais abrangente, podendo os candidatos interpretar canções em diferentes idiomas
b) Uma ária de ópera à escolha

Nota: as provas têm de ser cantadas em dois idiomas diferentes
  
ELIMINATÓRIA:

a) Carlos GARCIA: "O Vento" (versões para soprano/mezzo; tenor; barítono) -  Encomenda PJM (www.scherzoeditions.com)
b) Um lied à escolha
c) Uma ária de oratória à escolha
d) Uma ária de ópera à escolha

Notas:
- As provas têm de ser cantadas em três idiomas diferentes
- A duração total das obras apresentadas em a) b) c) e d) é de um máximo de 25 minutos
- O repertório da Eliminatória não pode incluir obras que já tenham sido apresentadas na Pré-eliminatória

FINAL:

a) Dois lieder à escolha (pelo menos um dos sécs. XX/XXI)
b) Uma ária de oratória à escolha
c) Uma ária de ópera até ao séc. XIX (inclusive)
d) Uma ária de ópera dos sécs. XX/XXI

Notas:
- As provas têm de ser cantadas em quatro idiomas diferentes, incluindo o português
- A duração total das obras apresentadas em a) b) c) e d) é de um máximo de 30 minutos
- O repertório da Final não pode incluir obras que já tenham sido apresentadas nas fases anteriores do concurso
  
CATEGORIA B

MÚSICA DE CÂMARA | Níveis Médio e Superior

PRÉ-ELIMINATÓRIA: (prova submetida por gravação áudio)
Atenção às advertências assinaladas no ponto 2.2

Um andamento de duas ou três obras de carácter e época diferentes.
A duração total das obras apresentadas é de um mínimo de 10 minutos e um máximo de 25 minutos.
O Júri pode invalidar os grupos que não cumpram o tempo estipulado.

ELIMINATÓRIA:

a) (alínea obrigatória) Uma obra completa de época à escolha.
b) (alínea obrigatória) Parte de outra obra de carácter e época diferentes.
c) (alínea opcional) Mais uma obra ou parte, de carácter e época diferentes.

A duração total das obras apresentadas é de um mínimo de 20 minutos e um máximo de 35 minutos.
O Júri pode invalidar os grupos que não cumpram o tempo estipulado.

FINAL:

a) Uma obra ou parte, de autor português - duração aprox. de 10 minutos.
b) Uma obra completa.
c) (alínea opcional) Mais uma obra ou parte, de carácter e época diferentes.

A duração total das obras apresentadas é de um mínimo de 25 minutos e um máximo de 45 minutos.
O Júri pode invalidar os grupos que não cumpram o tempo estipulado.

Obs.: 
• O repertório da Eliminatória não pode incluir obras (nem andamentos diferentes das mesmas obras) que já tenham sido apresentadas na Pré-eliminatória.
• O repertório da Final não pode incluir obras (nem andamentos diferentes das mesmas obras) que já tenham sido apresentadas nas fases anteriores do concurso.
• O repertório para as três provas deve proceder de obras originais.
• Todas as peças nas três fases da competição têm de ser interpretadas pela totalidade dos elementos do grupo.
• Todos os instrumentos do agrupamento devem ter idêntico grau de protagonismo. Não são, por exemplo, aceites obras em que um dos instrumentos seja acompanhador.

Nota 1: O PJM criou uma base de dados com obras de autores portugueses dos séculos XX-XXI, disponível para consulta no site do PJM

Nota 2: O PJM reserva o direito de limitar a admissão a formações de câmara cuja estrutura seja compatível com as possibilidades logísticas da organização do Prémio.

CATEGORIA C  

MÚSICA BARROCA

A categoria C é aberta tanto a grupos formados por instrumentos antigos como a grupos formados por instrumentos modernos.

1) São aceites a concurso:
a) Formações instrumentais e/ou vocais
b) Dois a seis elementos
 
2) Repertório:
a) Obras de aprox. 1600 a aprox. 1750
b) Tocado em instrumentos antigos ou modernos (opcional)
c) Afinação em Lá 440 ou 415, exatamente
 
3) A organização do concurso disponibiliza os seguintes instrumentos:
Provas Eliminatórias (Porto, Casa da Música):
- 1 Órgão positivo
- 1 Cravo construído por Michael Walker, 1989 - Modelo: Franco Flamengo "petit ravalement" Tessitura: Solo-Mi5, com transpositor para Lá=415, 440Hz Dois teclados com acoplador Francês Três registos (8' 8' 4') e alaúde
Provas Finais (Lisboa, Escola Superior de Música)
- 1 Cravo Neupert - Modelo: Blanchet com 2 manuais com transpositor, afinação 415 / 440
- 1 Cravo Neupert - Modelo Antunes com 1 manual com transpositor
- 1 Órgão positivo Claude Armand
Nota: os candidatos podem utilizar instrumentos diferentes desde que assumam a responsabilidade de aluguer, transporte, afinação e seguros dos mesmos.

4) Não se aceitam transcrições. Porém, em casos excecionais, os candidatos podem submeter propostas à apreciação do Júri. Esses pedidos deverão ser devidamente justificados e feitos no ato de inscrição (online, no sítio da Antena 2).

5) Cada grupo deve especificar para cada peça:
a) Autor
b) Título
c) Data de composição
d) Instrumentação
e) Duração
 
6) Afinação, temperamento - deverá ser Vallotti para as formações com cravo e/ou órgão.

PRÉ-ELIMINATÓRIA: (prova submetida por gravação áudio)
Atenção às advertências assinaladas no ponto 2.2

a) Programa livre a partir de duas obras diferentes, com andamentos contrastantes. A duração total das obras apresentadas é de um mínimo de 10 minutos e um máximo de 15 minutos. 

O Júri pode invalidar os grupos que não cumpram o tempo estipulado.
 
ELIMINATÓRIA:

a) Uma obra completa
b) Parte de outra obra, de carácter contrastante

A duração total das obras apresentadas é de um mínimo de 15 minutos e um máximo de 20 minutos.
O Júri pode invalidar os grupos que não cumpram o tempo estipulado.

FINAL:

a) (alínea obrigatória) Duas obras contrastantes (completas)
b) (alínea opcional) Parte de outra obra, de carácter contrastante

A duração total das obras apresentadas é de um mínimo de 25 minutos e um máximo de 35 minutos.
O Júri pode invalidar os grupos que não cumpram o tempo estipulado.

Notas:
· O repertório da Eliminatória não pode incluir obras (nem andamentos diferentes das mesmas obras) que já tenham sido apresentadas na Pré-eliminatória.
· O repertório da Final não pode incluir obras (nem andamentos diferentes das mesmas obras) que já tenham sido apresentadas nas fases anteriores do concurso.
· Todas as peças nas três fases da competição têm de ser interpretadas pela totalidade dos elementos do grupo.
 
4. PRAZOS e DISPOSIÇÕES GERAIS

4.1. Advertências

a) Não é permitida a utilização de fotocópias sempre que as obras interpretadas se encontrem editadas comercialmente.
b) Os candidatos que pretendam utilizar partituras ilegais não serão autorizados a prestar provas, sendo automaticamente eliminados do concurso.
c) A apresentação de repertório que não esteja editado comercialmente deverá ser autorizada pelos compositores através de um documento assinado pelos próprios ou pelos seus herdeiros.

4.2. Inscrição

a) O prazo de inscrição dos concorrentes termina a 19 de Abril de 2015.
b) Confirmada a admissão dos concorrentes, não é permitido alterar o programa indicado no Formulário de Inscrição.

4.3. Local e data das provas
 
a) À excepção das provas Pré-Eliminatórias (por gravação áudio), as sessões do PJM são públicas;
b) As Eliminatórias de todas as modalidades e categorias realizam-se de 18 a 24 de Julho na Casa da Música - Porto.
c) As Finais de todas as modalidades e categorias realizam-se de 30 de Agosto a 3 de Setembro na Escola Superior de Música de Lisboa.
d) A edição de este ano culminará com a realização do 5º Festival Jovens Músicos que decorrerá na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, entre os dias 30 de Setembro e 2 de Outubro de 2015.
Todos os vencedores nas diferentes categorias participarão neste festival de acordo com o seguinte calendário:
-       30 de Setembro: Laureados Solistas, com a Orquestra Gulbenkian
-       01 de Outubro: programa a anunciar
-       02 de Outubro: Vencedor do Prémio Mº Silva Pereira / Jovem Músico do Ano (a atribuir no final do concerto de 30 de Setembro), interpreta o seu concerto da prova Final (completo) com a Orquestra Gulbenkian
-       Laureados de Música de Câmara e Música Barroca - datas exactas a anunciar
Os concertos com a Orquestra Gulbenkian serão dirigidos pelo maestro Jean Marc-Burffin.
Alguns dos concertos e recitais do Festival Jovens Músicos poderão ser transmitidos em directo ou em diferido pela Antena 2, RTP e Web, não havendo lugar a qualquer remuneração por esse facto.
e) Os premiados nas modalidades solistas devem estar disponíveis para ensaios com a Orquestra Gulbenkian a partir do dia 24 de Setembro, nos locais e horas agendadas pela Produção do PJM.
f) Os premiados em Música de Câmara e Música Barroca devem estar disponíveis para o ensaio geral, no local e hora agendados pela Produção do PJM.
 
4.4. Provas Pré-Eliminatórias

a) As gravações (áudio) das provas da Pré-Eliminatória são da exclusiva responsabilidade dos candidatos e devem ser asseguradas pelos mesmos.
b) Não são aceites gravações que incluam cortes durante a execução de uma obra. São, naturalmente, aceites cortes entre as diferentes peças submetidas por gravação.
c) Se o número de concorrentes em qualquer das categorias a concurso for reduzido, os respectivos candidatos poderão ser dispensados da prova Pré-Eliminatória, sendo formalmente contactados pelo secretariado do PJM para esse efeito.

4.5. Sorteios

a) O sorteio para as provas Eliminatórias realiza-se no Porto, na Casa da Música, às 15h00 da véspera da Eliminatória de cada modalidade e na presença de todos os concorrentes devidamente identificados.
b) O concorrente que, por motivos de força maior, não puder assistir ao sorteio, poderá ser representado pela organização do PJM, que lhe transmitirá o resultado.
c) Não é permitido alterar a ordem do sorteio excepto por motivos de força maior.
d) O concorrente que não se apresentar de acordo com a ordem e hora estabelecidas no sorteio será excluído.
e) O sorteio para as provas Finais realiza-se em Lisboa, na Escola Superior de Música de Lisboa, às 15h00 da véspera da Final de cada modalidade, sendo os restantes procedimentos idênticos ao disposto nas alíneas b), c) e d) deste ponto.

4.6. Os concertos da prova Final da Categoria A (níveis médio e superior)  deverão ser executados de memória.

4.7. São admitidos no máximo três finalistas em cada modalidade a concurso.

5. JÚRI

Na presente edição, o Júri do Prémio Jovens Músicos será presidido pela Exmª Senhora Profª Maria Teresa de Macedo, sendo Vice-Presidente o Exmº Senhor Prof. Vasco Barbosa.

5.1. O Júri é constituído por personalidades de reconhecido mérito.

5.2. O Júri reserva-se ao direito de interromper ou solicitar a repetição da execução total ou parcial da obra.

5.3. O Júri reserva-se ao direito de solicitar a redução dos programas durante as provas (por exemplo, dispensando a execução de andamentos ou repetições de secções).

5.4. O Júri reserva-se ao direito de não apurar quaisquer concorrentes para a Final.

5.5. As avaliações do Júri são feitas com base em cada prova prestada.

5.6. O Júri reserva-se ao direito de não atribuir qualquer prémio.

5.7. A substituição, por motivos de força maior, de elementos do Júri (incluindo do seu Presidente ou Vice-Presidente) é da exclusiva responsabilidade da Direção do Prémio. A nomeação de jurados substitutos será acordada entre a Presidente do Júri, Vice-Presidente e o Diretor do Prémio.

5.8. O Júri emitirá um parecer artístico sobre os participantes nas provas Eliminatórias que não sejam apurados para a Final do concurso.

5.9. Os resultados das provas serão anunciados no site do PJM, após a deliberação do Júri.

5.10. As decisões do Júri são inapeláveis.
 
6. PRÉMIOS

6.1. São constituídos três prémios para todas as modalidades das Categorias A, B e C.

6.2. Não são atribuíveis primeiros prémios ex aequo.

6.3. Poderão ser atribuídas menções honrosas a candidatos solistas ou a grupos de Música de Câmara que demonstrem qualidades que o Júri entenda dever incentivar.

6.4. Os prémios são os seguintes:
 
Prémio PJM 2015 Categoria A | Solista, Nível Superior
 
1º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €2.000
- Uma gravação para a Antena 2
- Um Diploma do Prémio Jovens Músicos
- Um recital inserido na temporada de concertos da Antena 2 
- Prémio para formação atribuído pela Fundação Calouste Gulbenkian*
- Participação no concerto Grande Final PJM com a Orquestra Gulbenkian, através da execução de um andamento da obra apresentada na Final
- Um concerto na Casa da Música, no Porto, em 2016
- O TNSC - Teatro Nacional de S. Carlos convidará o vencedor do "Prémio Mº Silva Pereira - Jovem Músico do Ano" para tocar um concerto com a Orquestra Sinfónica Portuguesa no ciclo "Concertos Salão Nobre" na temporada de 2016. O repertório a apresentar nesse concerto terá de ser previamente discutido e acordado com a Direção do TNSC. 
- A Orquestra Metropolitana de Lisboa programará um concerto na temporada 2016-2017 com um dos laureados nesta categoria.
- A Orquestra Clássica do Sul programará um concerto na temporada 2015-2016 com dois laureados a escolher entre os níveis médio e/ou superior.
- A Orquestra de Câmara Portuguesa programará um concerto com um dos laureados desta categoria, em data a definir.
- A Orquestra Filarmonia das Beiras programará um concerto com um dos laureados a escolher entre os níveis médio ou superior, em data a definir.
- A Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras programará um concerto com um solista laureado, a definir após a conclusão do concurso.
- A Orquestra Clássica da Madeira programará um concerto com um dos laureados nesta categoria, na sua temporada 2015/2016.
- O Festival Música em Leiria de 2016 programará um concerto ou recital com o vencedor do "Prémio Mº Silva Pereira - Jovem Músico do Ano".
- O Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim programará um concerto na edição de 2016, com um dos laureados nesta categoria (ou, em alternativa, com um dos vencedores das Categorias B ou C de nível superior).
- O Festival de Músicade de Marvão, na sua edição de 2016, programará um ou mais laureados a designar entre as três categorias a concurso. A selecção será feita após o anúncio dos resultados. 
- O Festival de Música de Setúbal, na sua edição de 2016, oferecerá uma associação artística a um dos laureados (solista ou agrupamento). Esta parceria consistirá numa apresentação pública no Festival e num compromisso de envolvimento em actividades educativas e de carácter social no Município de Setúbal, de acordo com um plano de trabalho a acordar entre o(s) laureado(s) e a direcção artística do Festival.
- A Juventude Musical Portuguesa promoverá dois concertos com o vencedor do Prémio Mº Silva Pereira - Jovem Músico do Ano em data a definir.
- O Divino Sospiro - Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal (DS-CEMSP) progamará um recital no Palácio de Queluz, a 17 de Outubro de 2015, com um dos seguintes vencedores (a anunciar após a divulgação dos resultados da presente edição do PJM):
- solista vencedor de Canto (Categoria A)
- grupo vencedor de Música de Câmara - nível superior (Categoria B)
- grupo vencedor de Música Barroca (Categoria C)

2º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €1.000
- Uma gravação para a Antena 2
- Um Diploma de Mérito do Prémio Jovens Músicos
 
3º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €500
- Um Diploma de Mérito do Prémio Jovens Músicos

Prémio PJM 2015 Categoria A | Solista, Nível Médio

1º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €1.500
- Uma gravação para a Antena 2
- Um Diploma do Prémio Jovens Músicos
- Participação num Concerto Aberto da Antena 2
- Participação no concerto Grande Final PJM com a Orquestra Gulbenkian, através da execução de um andamento da obra apresentada na Final.
- Prémio para formação atribuído pela Fundação Calouste Gulbenkian*
- A Orquestra Clássica do Sul programará um concerto na temporada 2015-2016 com dois laureados a escolher entre os níveis médio e/ou superior.
- A Orquestra Filarmonia das Beiras programará um concerto com um dos laureados a escolher entre os níveis médio ou superior, em data a definir.
- O Festival de Música de Marvão, na sua edição de 2016, programará um ou mais laureados a designar entre as três categorias a concurso. A selecção será feita após o anúncio dos resultados. 
- O Festival de Música de Setúbal, na sua edição de 2016, oferecerá uma associação artística a um dos laureados (solista ou agrupamento). Esta parceria consistirá numa apresentação pública no Festival e num compromisso de envolvimento em actividades educativas e de carácter social no Município de Setúbal, de acordo com um plano de trabalho a acordar entre o(s) laureado(s) e a direcção artística do Festival.
- A Revista Musical Portuguesa DaCapo oferecerá uma Bolsa para um curso de aperfeiçoamento no estrangeiro a um dos vencedores no Nível Médio.
- A Juventude Musical Portuguesa promoverá dois concertos com o vencedor do Prémio Mº Silva Pereira - Jovem Músico do Ano.
 
2º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €750
- Um Diploma do Prémio Jovens Músicos
 
3º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €400
- Um Diploma de Mérito do Prémio Jovens Músicos

Prémio PJM 2015 Categoria B | Música de Câmara, Nível Superior

1º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €2.000
- Uma gravação para a Antena 2
- Um recital para a Antena 2
- Um Diploma do Prémio Jovens Músicos para cada elemento do grupo
- Participação no Festival Jovens Músicos, na Fundação Calouste Gulbenkian
- Um recital na Casa da Música, no Porto, em 2016 (a Casa da Música encomendará uma obra a um jovem compositor para ser estreada pelo grupo de câmara vencedor do PJM)
- Um recital no Centro Cultural de Belém na temporada de 2016 (a organização deste recital fica dependente da disponibilidade de datas na referida temporada)
- Um recital em 2016, integrado na temporada de música de câmara do Teatro Nacional de São Carlos
- Um recital nas Semanas de Música do Estoril / Festival do Estoril em data a anunciar
- Um recital integrado na temporada de música de câmara da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras
- O Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim programará um concerto na edição de 2016 (ou, em alternativa, com um dos vencedores das Categorias A ou C, nível superior).
- O Festival de Música de Marvão, na sua edição de 2016, programará um ou mais laureados a designar entre as três categorias a concurso. A selecção será feita após o anúncio dos resultados. 
- O Festival de Música de Setúbal, na sua edição de 2016, oferecerá uma associação artística a um dos laureados (solista ou agrupamento). Esta parceria consistirá numa apresentação pública no Festival e num compromisso de envolvimento em actividades educativas e de carácter social no Município de Setúbal, de acordo com um plano de trabalho a acordar entre o(s) laureado(s) e a direcção artística do Festival.
- Um recital organizado pela SPA - Sociedade Portuguesa de Autores durante o ano de 2016 (a organização deste recital fica dependente da aprovação do orçamento por parte da Administração da SPA)
- O Divino Sospiro - Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal (DS-CEMSP) progamará um recital no Palácio de Queluz, a 17 de Outubro de 2015, com um dos seguintes vencedores (a anunciar após a divulgação dos resultados da presente edição do PJM):
- solista vencedor de Canto (Categoria A)
- grupo vencedor de Música Música de Câmara - nível superior (Categoria B)
- grupo vencedor de Música Barroca (Categoria C)p

2º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário €1.000
- Uma gravação para a Antena 2
- Um Diploma de Mérito do Prémio Jovens Músicos para cada elemento do grupo
 
3º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €500
- Um Diploma de Mérito do Prémio Jovens Músicos para cada elemento do grupo

Prémio PJM 2015 Categoria B | Música de Câmara, Nível Médio

1º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário €1.500
- Uma gravação para a Antena 2
- Participação num Concerto Aberto da Antena 2
- Um Diploma de Mérito do Prémio Jovens Músicos para cada elemento do grupo
- Participação no Festival Jovens Músicos, na Fundação Calouste Gulbenkian
- Um recital no Centro Cultural de Belém, na temporada de 2016 (a organização deste recital fica dependente da disponibilidade de datas na referida temporada)
- O Festival de Música de Marvão, na sua edição de 2016, programará um ou mais laureados a designar entre as três categorias a concurso. A selecção será feita após o anúncio dos resultados. 
- O Festival de Música de Setúbal, na sua edição de 2016, oferecerá uma associação artística a um dos laureados (solista ou agrupamento). Esta parceria consistirá numa apresentação pública no Festival e num compromisso de envolvimento em actividades educativas e de carácter social no Município de Setúbal, de acordo com um plano de trabalho a acordar entre o(s) laureado(s) e a direcção artística do Festival.
- Um recital organizado pela SPA - Sociedade Portuguesa de Autores durante o ano de 2016 (a organização deste recital fica dependente da aprovação do orçamento por parte da Administração da SPA)

2º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €750
- Um Diploma de Mérito do Prémio Jovens Músicos para cada elemento do grupo

3º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €400
- Um Diploma de Mérito do Prémio Jovens Músicos para cada elemento do grupo
 
Prémio PJM 2015 Categoria C | Música Barroca

1º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €2.000
- Um recital para temporada de concertos da Antena 2, gravado para a Antena 2
- Um Diploma do Prémio Jovens Músicos
- Participação no Festival Jovens Músicos, na Fundação Calouste Gulbenkian
- Um recital na Casa da Música, no Porto, em 2016
- Um recital no Jardim de Inverno do Teatro Municipal de São Luiz, em 2016
- O Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim programará um concerto na edição de 2016 (ou, em alternativa, com um dos vencedores das Categorias A ou B, nível superior).
- O Festival de Música de Marvão, na sua edição de 2016, programará um ou mais laureados a designar entre as três categorias a concurso. A selecção será feita após o anúncio dos resultados. 
- O Festival de Música de Setúbal, na sua edição de 2016, oferecerá uma associação artística a um dos laureados (solista ou agrupamento). Esta parceria consistirá numa apresentação pública no Festival e num compromisso de envolvimento em actividades educativas e de carácter social no Município de Setúbal, de acordo com um plano de trabalho a acordar entre o(s) laureado(s) e a direcção artística do Festival.
- O Divino Sospiro - Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal (DS-CEMSP) progamará um recital no Palácio de Queluz, a 17 de Outubro de 2015, com um dos seguintes vencedores (a anunciar após a divulgação dos resultados da presente edição do PJM):
- solista vencedor de Canto (Categoria A)
- grupo vencedor de Música Música de Câmara - nível superior (Categoria B)
- grupo vencedor de Música Barroca (Categoria C)

2º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de €1.000
- Uma gravação para a Antena 2
- Um Diploma de Mérito do Prémio Jovens Músicos
 
3º Prémio
- Um prémio no valor pecuniário de € 500
- Um Diploma de Mérito do PJM

* Aos candidatos que obtiverem o 1º prémio nas categorias solistas, a Fundação Gulbenkian atribuirá uma bolsa no valor de €1.500 destinada a financiar exclusivamente ações de formação dentro da respetiva especialidade musical (master classes, estágios no país ou no estrangeiro, etc.). Estas bolsas devem ser utilizadas até ao final de 2016.
 
Prémio Maestro Silva Pereira - Jovem Músico do Ano

a) Atribuído a um dos solistas vencedores na Categoria A (oboé, saxofone, trompete, viola d'arco, violoncelo, ou canto), no final do concerto Grande Final PJM. Este concerto, integrado no Festival Jovens Músicos, decorrerá no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian a 30 de Setembro de 2015.
b) O vencedor deste prémio apresentar-se-á como solista num concerto com a Orquestra Gulbenkian, tocando o concerto (completo) que tiver interpretado na prova Final do concurso. Este concerto, dirigido pelo Mº Jean Marc Burffin, terá lugar no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian no último dia do Festival Jovens Músicos, a 2 de Outubro de 2015.
c) Receberá, ainda, uma doação da Exmª Senhora Profª. Maria Teresa de Macedo no valor de €2.500, destinado exclusivamente a aperfeiçoamento artístico no estrangeiro. O candidato laureado deverá entregar à Organização do Prémio Jovens Músicos um relatório comprovativo da sua utilização até ao final de 2016.

Prémio GDA

A GDA - Gestão dos Direitos dos Artistas atribui um prémio aos vencedores na categoria de Música de Câmara - Nível Superior que consiste na produção, fixação e distribuição de uma edição fonográfica de nível profissional.

Projecto Luísa Todi - Jovens Clássicos

A partir de 2015 o Forum Municipal Luísa Todi garante a exibição de um mínimo de três e um máximo de seis recitais anuais com vencedores do PJM nos níveis Superior e Médio nas várias categorias a concurso.
 
Prémio Juventude
 
a) Prémio atribuído aos detentores do 1º Prémio das Categorias A, B e C.
b) O prémio consiste na participação, durante o ano lectivo 2015-2016, numa série de concertos de promoção, não remunerados, organizados pelas entidades nomeadas na alínea e).
c) Os premiados devem acordar directamente com cada entidade a data e condições dos concertos.
d) Algumas entidades podem optar por reduzir o número de participantes nos concertos de promoção, de acordo com as limitações dos seus calendários académicos.
e) Entidades (por ordem alfabética):
- Conservatório de Música do Porto
- Escola de Música do Conservatório Nacional
- Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto
- Escola Superior de Música de Lisboa

Concerto com a Banda Sinfónica Portuguesa

A BSP convidará um ou mais solistas a apresentarem-se a solo com esta formação na temporada 2015-2016.

Nota: Os candidatos laureados deverão contactar a Antena 2 durante um período máximo de três meses após a divulgação dos resultados do concurso, tendo em vista a marcação de datas relativas aos prémios oferecidos pela Antena 2 - RTP. A concretização dos restantes prémios e respectiva calendarização é da exclusiva responsabilidade das entidades oferentes, não podendo a RTP ser responsabilizada por qualquer cancelamento dos acordos estabelecidos com a Antena 2 / PJM. A resolução das situações omissas neste regulamento será da responsabilidade exclusiva da organização do PJM e da Presidência do Júri. 
 
8. INFORMAÇÂO COMPLEMENTAR

- 5º FESTIVAL JOVENS MÚSICOS / PJM
A Antena 2 e o Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian organizam o 5º Festival Jovens Músicos, que decorrerá no Grande Auditório. A Antena 2 e o Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian organizam o 5º Festival Jovens Músicos, que decorrerá no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian entre os dias 30 de Setembro e 2 de Outubro de 2015. Este festival promoverá três painéis de discussão e um conjunto de recitais e concertos no Grande Auditório da Fundação Gulbenkian. Para além de divulgar os jovens músicos laureados na edição PJM 2015 e de convidar vários músicos e agrupamentos distinguidos em anteriores edições do PJM, este festival contará, ainda, com a colaboração da Orquestra Gulbenkian e de outros agrupamentos a anunciar oportunamente.

- CONTACTOS
- Direção artística: Luís Tinoco
- Produção: Zulmira van Holstein
- Tel: + (351) 21 382 02 88
- E-mail: premiojovensmusicos@rtp.pt
- Morada: Antena 2 - PJM, Av. Marechal Gomes da Costa 37, Piso 3A, 1849-030 Lisboa