Morreu o documentarista D. A. Pennebaker
1965: D. A. Pennebaker filmando Bob Dylan para "Dont Look Back"

Obituário  

Morreu o documentarista D. A. Pennebaker

Nome grande da arte documental, D. A. Pennebaker faleceu aos 94 anos de idade, deixando uma obra de impressionante variedade e vitalidade — com "The War Room", obteve uma nomeação para os Oscars.

Morreu um dos nomes centrais na história do moderno documentarismo:o americano D. A. Pennebaker, nascido no estado do Illinois a 15 de Julho de 1925, faleceu em sua casa, em Nova Iorque, no dia 1 de Agosto.

O prestígio de Pennebaker é indissociável desse filme lendário que é "Dont Look Back" (título português: "Eu Sou Bob Dylan"), além do mais um excelente exemplo do seu interesse pelo universo da música popular.

Próximo de outros autores ligados ao movimento do "cinema directo", de alguma maneira derivando do "cinema-verdade", Pennebaker soube aplicar e potenciar os novos recursos técnicos — câmaras mais leves, gravadores de som mais adequados a situações de reportagem — vulgarizados ao longo da década de 60.

Pennebaker foi também produtor de grande parte dos seus filmes, em muitos deles partilhando a realização com a sua mulher, Chris Hegedus (com quem fundou a empresa Pennebaker Hegedus Films). Eis cinco momentos emblemáticos do seu trabalho:

* DONT LOOK BACK (1967) — Rodado em 1965, nele encontramos um registo, intimista e esclarecedor, da primeira digressão de Bob Dylan com guitarras eléctricas, suscitando muitas acusações de "traição" em relação às suas raízes folk; o filme testemunha, em particular, a realização de uma agitada entrevista com um repórter da revista "Time" [trailer].

 
* MONTEREY POP (1968) — Jimi Hendrix, Janis Joplin, Jefferson Airplane, Otis Redding, Ravi Shankar, The Mamas & The Papas e The Who são alguns dos nomes deste registo épico do Monterey Pop Festival de 1967 — no movimento da contra cultura americana, é normalmente citado como um evento pré-Woodstock.

* COMPANY: ORIGINAL CAST ALBUM (1969) — Sobre os bastidores da produção de "Company", o musical de Stephen Sondheim, o documentário concentra-se na gravação do álbum do próprio espectáculo; a actriz Elaine Stritch é figura em destaque.

* ZIGGY STARDUST AND THE SPIDERS FROM MARS (1973) — A despedida de David Bowie da sua mais famosa "encarnação": este é o registo da derradeira performance de Ziggy Stardust, a 3 de Julho de 1973, no Hammersmith Odeon, em Londres.

* THE WAR ROOM (1993) — Os bastidores da campanha eleitoral de Bill Clinton, em 1992 (viria a tomar posse, em Janeiro de 1993, como 42º Presidente dos EUA). Co-assinado com Chris Hegedus, o filme [trailer] obteve uma nomeação para o Oscar de melhor documentário — não ganhou, mas em 2012 Pennebaker seria consagrado com um Oscar honorário.

por
publicado 18:22 - 04 agosto '19

Recomendamos: Veja mais Artigos de Obituário