Sociedade

Comunistas reúnem congresso para renovar confiança em Jerónimo de Sousa e vincar diferenças face ao PS

16 militantes madeirenses participam na reunião magna do PCP

Comunistas reúnem congresso para renovar confiança em Jerónimo de Sousa e vincar diferenças face ao PS
Desde sexta-feira até domingo realiza-se o XX Congresso do PCP, com o lema “Com os Trabalhadores e o Povo Democracia e Socialismo”. O Complexo Municipal dos Desportos em Almada será o recinto onde durante três dias o órgão supremo do Partido Comunista Português estará reunido.
Com dois Orçamentos do Estado de um Governo que os comunistas insistem em dizer ser do PS, os votos favoráveis são justificados pelo facto de haver devolução de «direitos e rendimentos» a quem «vive ou viveu do trabalho», considerada positiva, mas «insuficiente».

A Organização da Região Autónoma da Madeira do PCP estará representada com uma delegação de 16 militantes. Em comunicado a estrutura madeirense afirma que "o congresso ocorre numa situação em que se evidenciam os principais problemas nacionais indissociáveis das consequências do processo de domínio do capital monopolista, de degradação e descaracterização do regime democrático e de comprometimento da soberania nacional.

A preparação do Congresso ocorre numa nova fase da vida política nacional em que, após a derrota do governo PSD/CDS-PP, se criaram condições mais favoráveis para responder a problemas imediatos dos Trabalhadores e do Povo português."

É neste quadro, salientam os comunistas, que "o Congresso é chamado a proceder à análise da situação nacional, dos desenvolvimentos do processo de integração capitalista na União Europeia e da situação internacional."