Sociedade

Proteção Civil da Madeira emite recomendações

Proteção Civil da Madeira emite recomendações

A partir do início da noite do dia 1 de dezembro (quinta-feira) até ao fim da manhã do dia 4 (domingo), o estado do tempo no Arquipélago da Madeira, será condicionado pela aproximação e passagem de superfície frontal fria durante a manhã do dia 2 (sexta-feira) e pela aproximação e passagem de depressão secundária, a norte do Arquipélago da Madeira, entre a noite do dia 2 (sexta-feira) e a manhã do dia 4 (domingo).
Assim, nos próximos dias (2 a 4 de dezembro), a ação conjunta destes sistemas meteorológicos dará lugar a períodos de chuva ou aguaceiros por vezes fortes e persistentes, vento moderado a forte do quadrante sul (30 a 50 km/h) e temporariamente muito forte (50 a 70 km/h), com rajadas que poderão chegar aos 90 km/h nas regiões costeiras e 120 km/h nas regiões montanhosas.

A altura significativa das ondas poderá atingir valores da ordem de 4 a 4,5 metros na costa sul, com direção sudoeste e 2 a 3 m na costa norte, com direção noroeste. De forma a serem identificados os intervalos de tempo mais críticos, relativamente à chuva, vento, estado do mar e regiões, deverão ser seguidos os avisos meteorológicos.

Face às previsões acima descritas o Serviço Regional de Proteção Civil, IPRAM, alerta para as medidas de auto-proteção que abaixo se referem:

PARA CHUVA FORTE
- Esteja atento aos avisos e recomendações das autoridades competentes, mantendo-se informado do evoluir da situação.
- Em caso de inundação no interior de sua casa por excesso de chuva, contacte os Bombeiros locais e/ou o Serviço Municipal de Protecçao Civil do seu concelho.
- Ao conduzir nestas condições, reduza a velocidade, conduzindo com precaução devido a possíveis congestionamentos de tráfego. Tenha atenção aos lençóis de água que podem formar-se, não conduza ou estacione em zonas propícias a inundações.
- Tenha em atenção a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e a limpeza de inertes que possam ser arrastados.
- Tenha em atenção que as estradas podem estar cortadas ou condicionadas ao trânsito;
- Deve ser evitado a aproximação de ribeiras e cursos de água, que pelo seu caudal se podem tornar perigosos;

PARA VENTO FORTE
- Feche portas e janelas e retire os objetos soltos que se encontrem nas varandas e peitoris das janelas.
- Sempre que possível, evite as viagens para as zonas afetadas por este tipo de situação meteorológica.
- Não circule por zonas com prédios degradados, devido ao risco de derrocadas.
- Preste atenção às estruturas montadas (andaimes, toldos, tendas, telhados), que poderão ser afetadas por rajadas mais fortes de vento, bem como a uma possível queda de árvores.

PARA AGITAÇÃO MARÍTIMA
- Atendendo à forte ondulação, é de evitar circular nas zonas costeiras (falésias, escarpas, vias marginais, passeios marítimos, praias).
- Nas zonas em risco de erosão costeira, a população deverá tomar atenção à eventual afetação de edifícios (habitações, estabelecimentos comerciais, apoios de praia, etc.), localizados junto à costa ou próximo de praias.
- Estar atento às indicações da Autoridade Marítima, Proteção Civil e Forças de Segurança e às informações da meteorologia.

Mais informações no sítio da internet do Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira (http://www.procivmadeira.pt/).