Miguel Relvas desvaloriza recusa da FENPROF em assinar acordo com Ministério da Educação

O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, afirma que o Governo está disponível para dialogar com quem também está disposto a conversar.

“Há os que querem dialogar. Com esses estamos sempre disponíveis para debater, mas é impossível chegar a acordo com quem não pretende esse objetivo”. É desta forma que Miguel Relvas comenta o facto de a Federação Nacional dos Professores (FENPROF) não ter assinado o acordo para alterações no concurso de colocação de professores.

A FENPROF foi a única organização sindical de professores que não subscreveu o documento do Ministério da Educação assinado esta madrugada com seis sindicatos do setor. A FENPROF vai ainda ponderar a possibilidade de requerer a continuação das negociações com o Governo.

  • .Corrigir
  • .Leia-me
  • .Imprimir
  • .Enviar
  • .Partilhar
  • .Aumentar
  • .Diminuir