Documento espanhol do século XVII faz referência a uma máquina a vapor primitiva

| Cultura

A Biblioteca Nacional espanhola anunciou hoje ter adquirido um documento datado de Espanha do início do século XVII que faz referência ao que tudo indica ser uma máquina a vapor, 100 anos antes da sua invenção.

Datado de 1600, o documento descreve as ideias do navarro Jerónimo de Ayanz e Beaumont, comendador de besteiros da ordem de Calatrava, sobre o uso "industrial da energia do vapor mediante uma série de engenhos", uma coleção de desenhos dirigidos ao príncipe Emanuel Filiberto de Saboia, parente de Felipe III.

O cientista pretendia, opina a Biblioteca, deixar registo da autoria das suas invenções para conseguir "o privilégio da invenção correspondente".

Ainda que essa regalia lhe tenha sido concedida pelo rei em 1606, numa espécie de registo de patente, o projeto não interessou à monarquia espanhola, que no século XVII estava a iniciar o seu histórico declive.

No final do século XVI Ayanz, desempenhava funções de administrador geral das minas do reino, e percorreu a Península com o objetivo de detetar problemas e propor soluções.

Isso levou-o a estudar engenhos para realizar vários processos de forma mais eficaz, com esboços sobre uma energia que só se conheceria, formalmente, no âmbito da 2ª revolução industrial, mais de cem anos depois.

Tópicos:

Ayanz, Emanuel Filiberto, Madrid,

A informação mais vista

+ Em Foco

A ONU alerta para um ano de grande instabilidade e de necessidades maiores por parte da população civil.

Os dias estão mais quentes e não é por causa do advento da primavera. A razão está identificada - as alterações climáticas fazem-se sentir em todo o planeta e as consequências espelham-se em fenómenos extremos.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.