Festival Citemor suspende residências artísticas e coproduções devido a cortes

| Cultura

A organização do festival Citemor, em Montemor-o-Velho, decidiu suspender "todos os compromissos" de residência artística e de coprodução de novas obras, para a edição de 2012, devido aos cortes no financiamento, revelou hoje um diretor.

"Ainda estamos a avaliar as consequências [dos cortes], que são brutais. Como resultado imediato, suspendemos toda a programação do CITEC [Centro de Iniciação Teatral Esther de Carvalho] e todos os compromissos de residência artística e de coprodução de novas obras para a edição de 2012 do Citemor", revelou Armando Valente, diretor deste festival.

De acordo com o membro da direção do CITEC, entidade responsável pela organização do festival, "neste quadro orçamental, as residências artísticas e as coproduções estão claramente comprometidas".

A suspensão da programação do CITEC implica a suspensão da estreia da companhia Real Plágio, prevista para fevereiro de 2012 - referiu.

"Todo este contexto pode também afetar a nossa candidatura ao Ministério da Cultura de Espanha, que tem apoiado diretamente o festival", disse ainda Armando Valente à Agência Lusa.

Na perspetiva do diretor do Citemor, o corte comunicado pela Direção-Geral das Artes "compromete igualmente as dinâmicas associadas ao investimento feito pela Câmara de Montemor-o-Velho [no distrito de Coimbra], no centro de acolhimento para residências de criação".

"São dois cortes sucessivos que afetam todas as estruturas, não apenas a nossa", adiantou Armando Valente, referindo-se à redução de 27% no apoio ao CITEC que estava previsto para 2011.

Para Armando Valente, "se há um setor cronicamente subavaliado quanto ao seu real contributo para a economia das cidades, das regiões, do país, é a cultura", sobretudo as artes performativas.

"Não parece sensato, sob o ponto de vista económico, fazer cortes cegos num setor que, apesar de tão descapitalizado, ainda mantém a sua vitalidade e capacidade de produção", criticou.

Entidades de diferentes áreas artísticas receberam terça-feira uma carta da DGA a comunicar uma diminuição até perto de 40 por cento das comparticipações a conceder em 2012, em relação ao valor contratualizado em 2011.

Segundo o diretor-geral das Artes, Samuel Rego, a estrutura não pretende "decisões unilaterais" e não haverá "cortes cegos" às 142 estruturas artísticas referenciadas para alterar o orçamento e plano de atividades para 2012.

Tópicos:

CITEC [Centro Iniciação Teatral Esther, Citemor Montemor, Câa Montemor,

A informação mais vista

+ Em Foco

A fronteira entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda continua a ser a maior dor de cabeça interna de Theresa May.

O ministro dos Negócios Estrangeiros considera, em entrevista à Antena 1, que Portugal tem a vantagem de não ter movimentos populistas organizados.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.