García Márquez sofre de demência e deixou de escrever, segundo irmão

| Cultura

O Nobel da Literatura Gabriel García Márquez, de 85 anos, sofre de demência desde 1999 e deixou de escrever, disse o irmão mais novo do escritor, Jaime, citado pelo jornal mexicano El Universal.

"Ele tem problemas de memória. Na família sofremos vários de demência senil, eu próprio começo a ter problemas, e ele está com problemas", disse Jaime García Márquez numa conferência na cidade colombiana de Cartagena.

"Mas conserva o humor, a alegria e o entusiasmo que sempre teve", acrescentou.

O Nobel da Literatura de 1982, autor de "Cem Anos de Solidão", deixou completamente de escrever, segundo o irmão.

Os primeiros sintomas de demência surgiram em 1999, quando lhe foi diagnosticado um cancro e a quimioterapia a que foi submetido acelerou o processo de demência, disse.

Os dois irmãos falam praticamente todos os dias por telefone. Jaime vive na Colômbia e "Gabo" vive com a mulher, Mercedes, na Cidade do México, desde 1961.

Jaime Garcia Marquez é o primeiro elemento da família a falar sobre a demência do escritor, objeto de rumores há vários anos.

Tópicos:

Colômbia, Giel García Márquez, México,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Festa dos Tabuleiros regressa às ruas da cidade de Tomar. Um longo desfile em que 750 tabuleiros são transportados por mulheres.

    Os líderes europeus não chegaram a acordo sobre quem deve liderar a União nos próximos cinco anos.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.