Hugo Milhanas Machado vence Prémio Literário José Luís Peixoto 2008

| Cultura

Hugo Milhanas Machado é o vencedor do Prémio Literário José Luís Peixoto 2008, atribuído pela Câmara Municipal de Ponte de Sor na modalidade de Poesia, com a obra "As Montanhas Mágicas".

Houve ainda outro vencedor nesta segunda edição do prémio, na categoria dos concorrentes naturais e/ou residentes no concelho de Ponte de Sor: João Bruno Marques Marzia, com a obra "Corrupção da Alma", indicou hoje a câmara em comunicado.

Criado em 2007, o Prémio Literário José Luís Peixoto, no valor de mil euros, é um concurso de âmbito internacional aberto a cidadãos portugueses e naturais ou residentes em países de língua oficial portuguesa com idade até 25 anos.

O objectivo, "além de homenagear o patrono do prémio", é "incentivar a criatividade literária entre os jovens, bem como o gosto pela leitura", de acordo com o comunicado.

Em anos ímpares, o galardão premeia trabalhos inéditos na modalidade de Conto e em anos pares trabalhos de Poesia.

Dos 88 trabalhos que este ano concorreram ao prémio, procedentes de Portugal, Brasil, Espanha, Itália e Luxemburgo, três foram distinguidos com menções honrosas: Joana de Medeiros Mota Pimentel ("Casa de Bonecas"), Karinna Alves Gulias ("Maria da Graça, terra dos nomes perdidos") e Nelson Paulo da Silva Filipe ("A Queda das Azeitonas").

ANC.


A informação mais vista

+ Em Foco

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Doze meses depois da eleição presidencial de 8 de novembro de 2016, com Donald Trump ao leme da Casa Branca, os Estados Unidos mudaram. E o mundo afigura-se agora mais perigoso.

        Uma caricatura do mundo em que vivemos.