Iniciativa privada regista e põe na internet paisagens sonoras da região da Beira Serra

| Cultura
Iniciativa privada regista e põe na internet paisagens sonoras da região da Beira Serra

Foto: Paulo Novais/Lusa

Em 2008, o ano em que nasceram os filhos, Luís Antero começou a recolher e organizar registos das paisagens sonoras da região da Beira Serra. As preocupações eram a documentação, arquivo e divulgação pública desses sons através da internet.

Luís Antero continua a fazer este trabalho e tem vários projetos em mãos, como gravações sonoras das rodas de água do vale do Rio Alva e a arte sineira da aldeia de xisto da Benfeita. As gravações vão ficando disponíveis na página que criou na internet.

A Assembleia da República discute esta tarde um projeto de resolução do PS que recomenda ao Governo o alargamento das suas competências à tutela do arquivo sonoro nacional, de forma a que haja um espaço comum em que é armazenado. Os socialistas defendem que é importante garantir que este património não é esquecido.

(com Sandra Henriques)

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

A 17 de junho, Portugal começou a assistir ao mais mortífero incêndio de sempre. A paisagem de Pedrógão Grande mantém-se em tons de sépia. Um cenário captado pelo fotojornalista Pedro A. Pina.

    Hotéis de luxo e restaurantes de autor crescem ao lado de quem vive sem água ou luz. A Comporta tem um novo proprietário que quer transformar aquela zona num local para estrangeiros ricos.

    O Parque das Nações vai receber as duas semifinais e a final nos dias 8, 10 e 12 de maio do próximo ano. Já o festival português vai decorrer em Guimarães.

    Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.