Jornalistas da Antena 1 venceram Prémios de Direitos Humanos & Integração

| Cultura

Carolina Ferreira e Rita Colaço foram as jornalistas distinguidas
|

As jornalistas Rita Colaço e Carolina Ferreira venceram os Prémios de Jornalismo Direitos Humanos & Integração na categoria de Rádio. O primeiro prémio coube a Rita Colaço, com "Os filhos da Síria", emitido na Antena 1. Carolina Ferreira obteve uma Menção honrosa com "Crime, disse ele", também da Antena 1.

"Os filhos da Síria" é uma grande reportagem de Rita Colaço, que esteve na Jordânia e no Líbano, dois dos países que recebem mais refugiados sírios.

Oficialmente, mais de um milhão de pessoas foram forçadas a abandonar a sua casa, desde o início da guerra na Síria, em março de 2011. Mais de metade dos refugiados sírios são mulheres e crianças. Muitas das crianças estão sem estudar há dois anos.

"Crime, disse ele" é uma reportagem de Carolina Ferreira que foca os casos de violência doméstica em que os homens são vítimas. Em 18% dos casos, a agressão atinge o sexo masculino.

No ano passado registaram-se em Portugal 5549 participações, segundo o Relatório Anual de Segurança Interna. Os especialistas acreditam no entanto que há cifras negras. Denúncias que ficam silenciadas, seja por vergonha, por falta de casas de abrigo para homens ou por receio do futuro em tempo de crise.

Recorde aqui a reportagem "Os filhos da Síria" e a reportagem "Crime, disse ele".

Tópicos:

direitos humanos, integração, jornalismo, prémio,

A informação mais vista

+ Em Foco

Ocupou durante 60 anos vários cargos nas Nações Unidas e viria a deixar a sua marca na história da organização. Kofi Annan morreu em Berna aos 80 anos.

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.