Livraria Cabeçudos em Lisboa foi eleita a "Preferida" em votação promovida pela APEL

| Cultura

A Livraria Cabeçudos, em Lisboa, foi escolhida como "Livraria Preferida", numa eleição promovida pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), que divulgou hoje, na Feira do Livro de Lisboa, os resultados da votação, feita através da Internet.

Este foi o segundo ano que a APEL decidiu promover a escolha da livraria preferida dos consumidores, alargando-a ao território nacional. No ano passado, em que venceu a Livraria Bertrand do Chiado, em Lisboa, o concurso foi restrito à área geográfica da capital portuguesa.

A livraria Cabeçudos foi fundada em 2010, em Lisboa, virada em exclusivo para a literatura portuguesa e estrangeira para a infância e juventude. Fundada por Rui Andrade, a livraria tem como lema "O lugar onde os miúdos de hoje trarão os miúdos de amanhã", centrando-se na importância da leitura para a formação dos cidadãos desde a primeira idade.

O top das cinco livrarias preferidas é completado com a LeYa na Buchholz, também em Lisboa, que ficou em 2.º lugar, a Aqui há Gato, em Santarém, em 3.º, a Bertrand do Chiado, no 4.º, e a Pó dos Livros, na avenida Marquês de Tomar, em Lisboa, que ficou em 5.º lugar.

Nas outras categorias a concurso, a Livraria Lello, no Porto, ganhou o Prémio para o Melhor Ambiente, a Livraria A das Artes, em Sines, o de Melhor Atendimento, a FNAC do Chiado, o Prémio para o Melhor Catálogo, e a Leya na Barata, na avenida de Roma, em Lisboa, o Prémio Conveniência.

Quanto à vencedora, o seu fundador, Rui Andrade, justificou o nome com a expressão "Ser cabeçudo é ter sempre uma ideia no bolso", em declarações à agência Lusa, meses depois de a ter inaugurado.

A par da venda de livros e jogos didáticos, a Cabeçudos conta com uma preenchida carteira de atividades em torno dos livros, com leituras de histórias para pais e filhos e lançamentos editoriais.

Em 2013, Rui Andrade criou a Cabeçudos Itinerante, uma livraria a bordo de uma carrinha, para promoção do livro e da leitura em todo o país, com o apoio do Plano Nacional de Leitura.

A Cabeçudos começou por estar no Parque das Nações, mas atualmente localiza-se no Lumiar, junto ao jardim Quinta das Conchas.

O objetivo desta iniciativa, segundo comunicado da APEL, é "promover os hábitos de leitura junto de diversos públicos, em diferentes locais, através das mais variadas ações".

A APEL afirma que o resultado específico das votações da "Livraria Preferida" será enviado a cada livreiro, "o que lhe permitirá conhecer ainda melhor o seu público".

A votação, feita através do sítio da APEL, somou três mil participações.

Tópicos:

APEL, Atendimento FNAC, Bertrand Chiado, Editores, Gato Santarém, LeYa, Leya, Livraria Bertrand,

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana após a extinção do incêndio de Monchique, a televisão pública esteve no barlavento algarvio com uma emissão especial sobre o cíclico flagelo dos incêndios e as alterações climáticas.

    Fãs de Aretha Franklin homenagearam a icónica cantora norte-americana em várias cidades dos Estados Unidos. A rainha da Soul morreu na manhã de quinta-feira na sua casa em Detroit.

      Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

        Há uma nova rota turística pela cidade de Lisboa, baseada em memórias de lisboetas mais antigos. São beneficiários da Associação Mais Proximidade Melhor Vida.