Livraria Cabeçudos em Lisboa foi eleita a "Preferida" em votação promovida pela APEL

| Cultura

A Livraria Cabeçudos, em Lisboa, foi escolhida como "Livraria Preferida", numa eleição promovida pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), que divulgou hoje, na Feira do Livro de Lisboa, os resultados da votação, feita através da Internet.

Este foi o segundo ano que a APEL decidiu promover a escolha da livraria preferida dos consumidores, alargando-a ao território nacional. No ano passado, em que venceu a Livraria Bertrand do Chiado, em Lisboa, o concurso foi restrito à área geográfica da capital portuguesa.

A livraria Cabeçudos foi fundada em 2010, em Lisboa, virada em exclusivo para a literatura portuguesa e estrangeira para a infância e juventude. Fundada por Rui Andrade, a livraria tem como lema "O lugar onde os miúdos de hoje trarão os miúdos de amanhã", centrando-se na importância da leitura para a formação dos cidadãos desde a primeira idade.

O top das cinco livrarias preferidas é completado com a LeYa na Buchholz, também em Lisboa, que ficou em 2.º lugar, a Aqui há Gato, em Santarém, em 3.º, a Bertrand do Chiado, no 4.º, e a Pó dos Livros, na avenida Marquês de Tomar, em Lisboa, que ficou em 5.º lugar.

Nas outras categorias a concurso, a Livraria Lello, no Porto, ganhou o Prémio para o Melhor Ambiente, a Livraria A das Artes, em Sines, o de Melhor Atendimento, a FNAC do Chiado, o Prémio para o Melhor Catálogo, e a Leya na Barata, na avenida de Roma, em Lisboa, o Prémio Conveniência.

Quanto à vencedora, o seu fundador, Rui Andrade, justificou o nome com a expressão "Ser cabeçudo é ter sempre uma ideia no bolso", em declarações à agência Lusa, meses depois de a ter inaugurado.

A par da venda de livros e jogos didáticos, a Cabeçudos conta com uma preenchida carteira de atividades em torno dos livros, com leituras de histórias para pais e filhos e lançamentos editoriais.

Em 2013, Rui Andrade criou a Cabeçudos Itinerante, uma livraria a bordo de uma carrinha, para promoção do livro e da leitura em todo o país, com o apoio do Plano Nacional de Leitura.

A Cabeçudos começou por estar no Parque das Nações, mas atualmente localiza-se no Lumiar, junto ao jardim Quinta das Conchas.

O objetivo desta iniciativa, segundo comunicado da APEL, é "promover os hábitos de leitura junto de diversos públicos, em diferentes locais, através das mais variadas ações".

A APEL afirma que o resultado específico das votações da "Livraria Preferida" será enviado a cada livreiro, "o que lhe permitirá conhecer ainda melhor o seu público".

A votação, feita através do sítio da APEL, somou três mil participações.

Tópicos:

APEL, Atendimento FNAC, Bertrand Chiado, Editores, Gato Santarém, LeYa, Leya, Livraria Bertrand,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A deriva independentista do nacionalismo catalão está a revelar-se mais grave do que Madrid previa inicialmente. Temos posições que não permitem qualquer margem para diálogo e que conduziram o processo a um impasse.

    Um ensaio do LNEC e do Instituto Superior Técnico, no âmbito do KnowRisk, evidencia a importância da tomada de medidas preventivas. Veja os vídeos e compare os dois casos.

    A Alemanha aproxima-se da data do escrutínio de 24 de Setembro com uma economia próspera: muita exportação, muita construção, receitas fiscais abundantes, orçamentos públicos excedentários. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.