Mega Ferreira é o quarto presidente em 12 anos do CCB

| Cultura

Novo presidente
|

António Mega Ferreira vai ser o quarto presidente do Centro Cultural de Belém, pondo fim a cerca de 10 anos de mandato de Fraústo da Silva.

Inaugurado a 21 de Março de 1993, o Centro Cultural de Belém esteve rodeado de polémica desde a construção, com agentes culturais e estudos a porem em causa a sua viabilidade e a derrapagem nas contas a levar a um inquérito parlamentar.

Manuel Salgado e Vittorio Gregotti foram os arquitectos escolhidos para o projecto, que incluía os módulos Centro de Reuniões, Centro de Exposições e Centro de Espectáculos e ainda uma Zona Hoteleira e Equipamento Complementar, que acabaram por não ser construídos.

A Fundação das Descobertas, o organismo que inicialmente geria o CCB, foi presidida por Coelho Ribeiro, que se demitiu ainda antes da inauguração.

Antero Ferreira sucedeu-lhe e ficou até Março de 1996, altura em que Fraústo da Silva tomou posse.

A decisão de construir o CCB foi tomada em 1988, e a obra foi pensada para acolher a presidência portuguesa da então CEE, em 1992.

De um custo estimado inicialmente em 35 milhões de euros, a obra acabou por custar quase 200 milhões de euros.

Um inquérito parlamentar às obras acabou por terminar "inconclusivo" em 1991.

Apesar das polémicas à volta da obra e das dificuldades de financiamento iniciais, o Centro acabou por se impor no panorama cultural português, acolhendo regularmente iniciativas como a Festa da Música e a exposição World Press Photo.

A informação mais vista

+ Em Foco

Francisco Veloso, reitor da Imperial College Business School, traça cenários após a rejeição do acordo.

O satélite natural da Terra mostrou-se grande e vermelho. A primeira Super Lua de 2019 foi vista em todo o mundo.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.