Mergulhar para ver um navio inglês com 300 anos

| País
Mergulhar para ver um navio inglês com 300 anos

Naquele que é o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a Antena 1 foi visitar vários locais em Portugal que habitualmente não fazem parte dos roteiros turísticos.

Está a uma milha da costa e 20 metros de profundidade. Ficaram apenas os canhões e as centenas de lingotes de ferro que faziam a carga deste navio mercante inglês. O casco, esse, já desapareceu.

Hoje, 300 anos depois, o navio, o Faro-Á, é um recife artificial e o primeiro no país a ser classificado como estação arqueológica subaquática. Tiago Fraga, arqueólogo, aconselha vivamente a visita a esta espécia de museu.

(com Pedro Araújo Pina)

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

A Câmara Municipal de Lisboa está a colocar blocos de betão em passeios de zonas da capital portuguesa com grande fluxo de turistas.

O principal partido da oposição pede aos angolanos que não se intimidem com as acusações do MPLA, que tem dito que o Galo Negro é sobretudo bélico.

Os debates autárquicos na RTP. Veja aqui o resumo do primeiro: Bragança.

Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.