O-Zone foi o grupo que mais vendeu em Portugal em 2004

| Cultura

O tema "Dragostea Din Tei" colocou o trio romeno O-Zone no primeiro lugar dos artistas que mais venderam no mercado português em 2004, revelou hoje à agência Lusa a Associação Fonográfica Portuguesa.

A música faz parte do álbum "Disco Zone" de Dan Balan, Radu Sarbu e Arsenie Toderas, os três elementos dos O-Zone, surgidos na Roménia em 2002.

"Disco Zone" está à frente da cantora brasileira Adriana Calcanhotto, que editou em 2004 "Adriana Partimpim", e dos portugueses Da Weasel, em ano gordo com o platinado "Re-Definições".

Entre os dez artistas que mais venderam em 2004, além dos Da Weasel a tabela conta apenas com outro nome português: Rodrigo Leão, que surge em décimo com "Cinema".

"How to dismantle an atomic bomb", dos U2, já editado em Novembro, surge em quarto lugar e "Feels Like Home", de Norah Jones, figura em sétimo.

Nos DVD`s e VHS, a preferência dos portugueses foi para o fado com os registos "The Art of Amália" (1º), sobre Amália Rodrigues, e "Live in London" (2º), de Mariza, nos lugares cimeiros.

A dupla colectânea "Now 10" surge em primeiro entre as compilações.

A lista completa dos dez álbuns mais vendidos em Portugal em 2004:


       
       1 - "Disco-Zone" - O-Zone
       2 - "Adriana Partimpim" - Adriana Calcanhotto
       3 - "Re-Definições" - Da Weasel
       4 - "How to dismantle an atomic bomb" - U2
       5 - "Fallen" - Evanescence
       6 - "Elephunk" - Black Eyed Peas
       7 - "Feels Like Home" - Norah Jones
       8 - "Love Songs - a compilationÓ" - Phil Collins
       9 - "Anastacia" - Anastacia
       10 - "Cinema" - Rodrigo Leão
       
       



A informação mais vista

+ Em Foco

A Girl Move Academy existe há quatro anos com o objetivo de criar uma geração de mulheres líderes. É um “movimento de capacitação e investimento da mulher”.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A menos de 100 quilómetros da fronteira com a Síria, a cidade turca de Gaziantep é uma terra de tradições e sabores.

      Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.