Polícia colombiana recupera exemplar da primeira edição de "Cem Anos de Solidão" roubado

| Cultura

A polícia colombiana revelou, esta sexta-feira, ter recuperado o exemplar da primeira edição do livro "Cem Anos de Solidão", que contém uma dedicatória do autor, Gabriel García Marquez, roubado na Feira Internacional do Livro de Bogotá.

Em conferência de imprensa, horas depois de agradecer, através do Twitter, aos agentes que conseguiram recuperar a obra, o diretor da polícia colombiana explicou que o exemplar foi encontrado numa loja de um bairro do centro da capital, Bogotá, onde se encontram à venda obras de arte e antiguidades.

Segundo uma investigação preliminar, o exemplar em causa, que não sofreu qualquer tipo de dano uma vez que estava numa caixa, seria vendido a colecionadores do estrangeiro por um valor que rondaria os 120 milhões de pesos (45.500 euros), disse Rodolfo Palomino.

O livro tinha sido emprestado pelo proprietário para integrar a exposição central da feira, dedicada a Macondo, a aldeia imaginária criada por aquele autor para servir de cenário a "Cem Anos de Solidão".

A organização da feira deu pela falta da obra no passado sábado.

Até ao momento, não foram efetuadas detenções, embora as autoridades acreditem que as investigações os vão conduzir aos ladrões que deixaram o livro para trás e se colocaram em fuga quando se aperceberam da presença da polícia na referida loja.

O proprietário da relíquia, o livreiro e colecionador Álvaro Castillo, agradeceu a solidariedade e anunciou que vai doar a obra à Biblioteca Nacional "porque é um património do país". "Agora o livro não me pertence, pertence antes à Colômbia", realçou.

"Cem Anos de Solidão", um dos mais conhecidos romances de García Marquez e da literatura latino-americana, foi publicado pela primeira vez em 1967 pela Editorial Sudamericana de Buenos Aires.

Em homenagem ao escritor colombiano, Nobel da Literatura em 1982 e que morreu a 17 de abril de 2014, a Feira do Livro de Bogotá dedicou-lhe um pavilhão exclusivo.

O pavilhão contou com instalações artísticas e atividades culturais, tendo como mote o romance "Cem anos de solidão" e a história da família Buendía-Iguarán, no cenário de Macondo, a localidade fictícia inspirada em Aracataca, onde o escritor nasceu.

A Feira do Livro de Bogotá terminou na passada segunda-feira, dia 04.

Tópicos:

Biblioteca, Colômbia, Editorial Sudamericana, Solidão,

A informação mais vista

+ Em Foco

A 17 de junho, Portugal começou a assistir ao mais mortífero incêndio de sempre. A paisagem de Pedrógão Grande mantém-se em tons de sépia. Um cenário captado pelo fotojornalista Pedro A. Pina.

    Hotéis de luxo e restaurantes de autor crescem ao lado de quem vive sem água ou luz. A Comporta tem um novo proprietário que quer transformar aquela zona num local para estrangeiros ricos.

    O Parque das Nações vai receber as duas semifinais e a final nos dias 8, 10 e 12 de maio do próximo ano. Já o festival português vai decorrer em Guimarães.

    Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.