Rolling Stones regressam aos `blues` de origem no novo álbum "Blue & Lonesome"

| Cultura

O grupo rock britânico Rolling Stones edita hoje um novo álbum, "Blue & Lonesome", o 25.º de estúdio, o primeiro apenas dedicado a versões, marcado pelos `blues`, influência presente no seu trabalho desde o início da carreira.

Os Rolling Stones já não editavam um novo álbum de estúdio há mais de dez anos, desde "A Bigger Bang", de 2005, e editam agora "Blues & Lonesome", do qual já foram reveladas versões de "Just Your Fool", `blues` de Chicago, de Little Walter, e de "Ride `Em On Down", tema gravado em 1955 por Eddy Taylor,

Este é o primeiro álbum da banda sem originais próprios, apenas com `covers` - versões de músicas mais conhecidas, de outros autores - que visita clássicos dos `blues`.

Foi gravado em apenas três dias, em Londres, em dezembro do ano passado, segundo a discográfica, e produzido por Don Was e os The Glimmer Twins (nome da parceria entre Mick Jagger e Keith Richards).

"A abordagem ao álbum foi a de que a gravação devia ser espontânea e tocada ao vivo em estúdio, sem efeitos posteriores. Mick Jagger, Keith Richards, Charlie Watts e Ronnie Woods juntaram-se aos seus colaboradores de estrada de longa data, Darryl Jones, Chuck Leavell e Matt Clifford, e em dois dos 12 temas contaram com a participação do amigo Eric Clapton, que, curiosamente, se encontrava, na mesma altura, no estúdio ao lado a gravar o seu próprio álbum", informou a discográfica.~

O álbum, editado pela Universal, inclui "clássicos" como "Just Your Fool", de Buddy Johnson, "Commit a Crime", de Howlin` Wolf, "All of Your Love", de Magic Sam, e vai buscar o título, "Blue and Lonesome", ao tema de Memphis Slim, o pianista de Tennessee, que se fixou em Chicago.

A estes juntam-se "Everybody Knows About My Good Thing", de Miles Grayson e Lermon Horton, que Little Johnny Taylor celebrizou nos anos de 1970, "Ride `Em On Down", de Eddie Taylor, "Hoo Doo Blues", de Otis Hicks (Lightning Slim) e Jerry West, e "Little Rain", de Ewart Abner Jr. e Jimmy Reed, que fez a primeira gravação em 1957.

Há ainda dois temas de Little Walter, o chamado "mago da harmónica", que marcou os `blues` nas décadas de 1940 a 1960 - "I Gotta Go" e "Hate to See You Go" -, e outros dois de Willie Dixon, apontado como um dos principais criadores dos `blues` de Chicago, "Just Like I Treat You" e "I Can`t Quit You Baby".

No ano passado, o guitarrista Keith Richards disse que tocar com Clapton "foi como nos velhos tempos em Richmond", numa referência ao período em que The Yardbirds, antigo grupo do criador de "Cocaine", tocava no Crawdaddy Club, sudoeste de Londres, onde se cruzaram com os Stones.

A edição de "Blue & Lonesome" surge depois do DVD "Havana Moon", que regista o histórico concerto do grupo no passado mês de março em Cuba, para mais de um milhão de pessoas.

O álbum estará disponível em CD, duplo vinil, numa edição `deluxe` que, além do CD, inclui um livro de 75 páginas sobre o processo de gravação do disco e vários postais da banda, assim como um código para "download" digital.

Os Rolling Stones deram o primeiro concerto, num clube em Londres, a 12 de julho de 1962 e editaram o álbum de estreia - "The Rolling Stones" -, inspirado nos `blues` e R&B, em 1964, quando a formação ainda era um quinteto, com Mick Jagger, Keith Richards, Charlie Watts, Bill Wymann e Brian Jones, já falecido.

O último álbum da longa discografia era "A Bigger Bang", de 2005, com os créditos da composição a repartirem-se entre Jagger e Richards.

A última vez que os Rolling Stones atuaram em Portugal foi em 2014, no festival Rock in Rio Lisboa. Na altura, o concerto contou com uma participação de Bruce Springsteen.

 

Tópicos:

Bigger Bang, Chic Just Like I Treat You, Eric Clapton, Ewart Abner Jr, Howlin Wolf All Your Love, Mick Jagger Keith Richards Charlie Watts Bill Wymann, Miles Grayson Lermon Horton, On Down Eddie Taylor Hoo Doo Blues Otis Hicks Lightning Slim Jerry West, R&B, Universal,

A informação mais vista

+ Em Foco

Nasceu em 1951 aquele que é conhecido como o primeiro centro comercial em Portugal.

    A curda Mina Jaf é diretora da Women Refugee Route e trabalha com a ONU. Diz que quer mostrar às refugiadas que têm de sair das tendas dos campos e contar a violência de que são alvo.

      Um velho enigma pode estar explicado: por que continua a ilha de Santa Maria a erguer-se acima do nível do mar? Ricardo Ramalho resume para o RTP online a investigação mais recente sobre o tema.

        Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra. Emitida todas as segundas-feiras.