Turismo do Centro lança guias turísticos digitais para sete cidades da região

| Economia

A Turismo do Centro, em conjunto com a empresa iClio, vai lançar guias turísticos para telefones inteligentes para sete cidades da região e um mais generalista que engloba 100 municípios, informou hoje o presidente daquela entidade regional.

A iniciativa, integrada na comemoração do Dia do Turismo (que se celebra no sábado), pretende dar "dinâmica" ao turismo e seguir "as tendências" deste setor, explicou Pedro Machado, presidente da Turismo do Centro (TC), sublinhando que a aplicação, em que foi feito um investimento de 163 mil euros por parte da entidade, possibilita dinamizar "os fluxos entre agentes e atores do território".

O projeto vai desenvolver guias turísticos digitais para as cidades de Aveiro, Coimbra, Castelo Branco, Viseu, Guarda, Óbidos e Leiria (em conjunto com Fátima), sendo lançados em português e inglês a 30 de novembro, avançou o presidente da Turismo do Centro, que falava durante a apresentação da iniciativa, na Torre de Anto, em Coimbra.

Pedro Machado observou que a região "é um destino do mercado interno" e sofre muito "pelas acessibilidades" presentes, pelo que este projeto permite "dar novas autoestradas" e internacionalizar o Centro.

Segundo o responsável, haverá oito aplicações para sistema IOS e oito aplicações para sistema Android, em que os guias são criados "com base no utilizador", no tempo que este tem e nas horas a que visita a cidade, tendo ainda incorporado um áudio guia, que terá a voz do ator Rui Unas, e uma ligação à agenda de eventos de cada local que visita.

Alexandre Pinto, diretor executivo da empresa conimbricense iClio, explanou que a aplicação pode "aumentar o tempo do turista na cidade", ao dar-lhe a conhecer "as suas mais-valias".

"Os `tours` gerados são inteligentes. Não há `tours` pré-pensados", salientou Alexandre Pinto, acrescentando que os conteúdos de áudio e texto foram adaptados para um uso num telefone inteligente, não havendo "áudios com mais de dois minutos" ou "textos muito longos".

A aplicação, que funciona sem acesso a redes sem fio, permite ainda elencar os locais turísticos por "pontuação", para que "numa primeira vez se faça uma espécie de `best-off`" e numa segunda visita "seja ignorado o que já foi visitado".

Para além do serviço desenhar um guia para o utilizador, vai também "construindo pequenas histórias", enquanto ele "anda livremente pela cidade", saindo "enriquecido e com vontade de regressar", disse o responsável da iClio.

Alexandre Pinto sublinhou ainda que a empresa já desenvolveu guias para destinos como Paris, Roma ou Londres e que pretende ter disponíveis até ao final do ano 90 aplicações, tornando-a o maior operador mundial da área.

Em julho, aquando do anúncio do lançamento no mercado da aplicação para cidades como Nova Iorque, Berlim ou Rio de Janeiro, Alexandre Pinto afirmou à agência Lusa que espera registar um milhão de utilizadores até ao final do ano.

Na sessão de apresentação do projeto, também estiveram presentes o presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, e a vereadora da Cultura, Carina Gomes.

Tópicos:

Alexandre, Aveiro, Torre,

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP, em parceria com o jornal Público, revela o ranking de 2018 das escolas do ensino básico e do secundário. As instituições no topo são privadas.

Um novo livro retoma o pensamento de Agostinho da Silva. O repórter da Antena 1 Mário Galego foi ao lançamento.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.