Gustavo Veloso ganha "crono" e mantém a amarela

| Desporto
Gustavo Veloso ganha crono e mantém a amarela

A ver: Gustavo Veloso ganha "crono" e mantém a amarela

Foto: José Coelho - EPA

O ciclista espanhol Gustavo Veloso, da W52-Quinta da Lixa, venceu sábado o contrarrelógio individual de 34,2 quilómetros da 9.ª e penúltima etapa, entre a praia de Pedrógão e Leiria, e mantém a camisola amarela, símbolo de líder da Volta a Portugal em bicicleta.


O corredor galego, que fica a uma etapa do segundo triunfo consecutivo na Volta, completou o percurso em 40.41 minutos, à média de 50 km/hora, batendo os portugueses José Gonçalves (Caja Rural), por 26 segundos, e Rafael Reis (Team Tavira), por 35.

O espanhol Delio Fernández (W52-Quinta da Lixa) teve um azar durante o contrarrelógio quando a corrente da sua bicicleta saltou, fazendo-o perder segundos preciosos para a concorrência.

Na geral, Veloso ampliou para 2.21 minutos a diferença em relação ao segundo classificado, o português Joni Brandão (Efapel), que ganhou a posição ao espanhol Delio Fernández (W52-Quinta da Lixa), enquanto o também galego Alejandro Marque (Efapel) foi sétimo na etapa, a um minuto, e subiu ao terceiro lugar, a 2.28.

A 77.ª edição da Volta a Portugal termina no domingo, com a realização da 10.ª etapa, que vai ligar Vila Franca de Xira a Lisboa, na curta distância de 132,5 quilómetros, e deve proporcionar um final ao 'sprint' antes da consagração de Gustavo Veloso.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

    Mário Centeno também deixou no ar a ideia de que, na discussão da especialidade do OE2018, seja posto um ponto final nos cortes do subsídio de desemprego.

    João Guerreiro, presidente da comissão que elaborou o relatório sobre Pedrógão Grande, enumera responsabilidades "momentâneas" e "estruturais".

    Os governos espanhol e catalão além de estarem de costas voltadas entrincheiraram-se em narrativas de auto-justificação absolutamente incompatíveis entre si.