Abel Mateus substitui João Cravinho na administração do BERD

| Economia

O economista Abel Mateus foi nomeado administrador do Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento (BERD), substituindo João Cravinho, que renunciou ao cargo no início de outubro, anunciou hoje o ministério das Finanças.

Em comunicado, o ministério das Finanças adiantou que o ex-presidente da Autoridade da Concorrência (AdC) foi eleito administrador do BERD, por indicação de Vítor Gaspar, substituindo o ex-deputado socialista João Cravinho, "que renunciou no início de outubro após vários anos de reconhecido empenho e profissionalismo no desempenho do cargo".

"A expansão das atividades nos países de Leste e Europa Central e ainda no norte de África, uma nova região onde o BERD vai atuar, é a atividade central da qual será responsável", adiantou o ministério das Finanças.

O novo administrador do BERD vai também ter a seu cargo o desenvolvimento de projetos sobre inovação, em parceria com outros países, em particular a Rússia.

Abel Mateus foi durante onze anos (1981-92) economista sénior no Banco Mundial e foi administrador do Banco de Portugal no período de 1992 a 1998.

O economista foi um dos representantes do PSD - ao lado de Eduardo Catroga, Carlos Moedas e Orlando Caliço - nas negociações do plano de assistência financeira apresentado pela `troika`, tendo participado em maio nas reuniões com os elementos do Fundo Monetário Internacional (FMI), da Comissão Europeia (CE) e do Banco Central Europeu (BCE).

Atualmente, aos 64 anos, o economista é professor de economia na Universidade Nova de Lisboa e de Senior Fellow no University College de Londres, além de Membro do Comité Monetário da União Europeia.

Tópicos:

BERD, Catroga Moedas, Monetário,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Girl Move Academy existe há quatro anos com o objetivo de criar uma geração de mulheres líderes. É um “movimento de capacitação e investimento da mulher”.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A menos de 100 quilómetros da fronteira com a Síria, a cidade turca de Gaziantep é uma terra de tradições e sabores.

      Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.