Ações da petrolífera brasileira Petrobras disparam quase 10% após acordo da OPEP

| Economia

As ações da petrolífera brasileira Petrobras subiram quase 10% nas negociações de hoje à tarde, na sequência do acordo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) para cortar a produção de petróleo pela primeira vez em oito anos.

Após vários dias de altos e baixos, as ações da maior empresa brasileira subiram bruscamente e lideraram os ganhos na bolsa de São Paulo, que avançava 2,19% às 15:00 horas locais (17:00 em Lisboa).

As ações preferenciais (de maior valor) da petrolífera subiam 9,58%, enquanto as ações ordinárias (com direito a voto) aumentaram 9,55%.

A OPEP anunciou hoje que alcançou um acordo para reduzir a sua produção em 1,2 milhões de barris por dia, limitando-a a 32,5 milhões de barris diários.

Na sequência do acordo, o preço internacional do petróleo manteve-se todo o dia em alta, o que tem um efeito positivo na Petrobras.

A informação mais vista

+ Em Foco

Houve aldeias ceifadas e vidas destruídas. O medo viveu ao lado de histórias de heroísmo. Contamos as estórias que agora preenchem dezenas de aldeias esquecidas, muitas pintadas a cinza.

    Jorge Paiva, botânico e professor, um dos maiores peritos da floresta, critica em entrevista à Antena 1 o desinteresse generalizado dos políticos pelos problemas da floresta.

    É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

    Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.