Bolsa de Nova Iorque encerra em terreno misto com Dow Jones a atingir recorde

| Economia

A bolsa de Nova Iorque encerrou hoje em terreno misto, com o Dow Jones a registar uma pequena subida de 0,36%, que permitiu atingir um novo valor histórico, e o índice Nasdaq a cair 1,36%.

O Dow Jones subiu no final da sessão 68,35 pontos e terminou em 19.191,93 unidades, um nível que nunca tinha sido atingido, enquanto o Nasdaq caiu 72,57 pontos para 5.251,11 unidades.

O seletivo Standard and Poor`s 500 cedeu 0,35%, para 2.191,08 unidades.

Os operadores de Wall Street protagonizaram uma sessão volátil, marcada pela forte subida do preço do petróleo nos mercados internacionais, que levou o Dow Jones a um novo recorde, e pelo mau desempenho das empresas do setor tecnológico, que levaram à desvalorização do índice Nasdaq.

O barril do Texas, de referência nos Estados Unidos, valorizou hoje 3,28% em Nova Iorque, terminando a sessão nos 51,06 dólares, enquanto o preço do crude Brent, de referência na Europa, disparou em Londres para os 53,94 dólares, valorizando 6,87%.

Os setores de Wall Street terminaram o dia entre as descidas do tecnológico (-2,06%), da saúde (-0,97%) ou de matérias-primas (0,13%) e as valorizações do financeiro (0,37%), industrial (0,29%) ou energético (0,16%).

Tópicos:

Nasdaq, Standard Poor,

A informação mais vista

+ Em Foco

Um mês depois dos incêndios, ainda há raízes em combustão sob a terra no concelho de Pedrógão Grande. Reunimos aqui um conjunto de vídeos em 360 graus captados no local.

A 17 de junho, Portugal começou a assistir ao mais mortífero incêndio de sempre. A paisagem de Pedrógão Grande mantém-se em tons de sépia. Um cenário captado pelo fotojornalista Pedro A. Pina.

    Nos últimos dois anos a RTP ouviu três vozes com diferentes perspetivas do conflito israelo-palestiniano: Miko Peled, Shahd Whadi e Tamir Ginz.

    Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.