Cavaco Silva nega aplicações na SLN a título pessoal

| Política

Cavaco garante nada ter a esconder e remete para um comunicado que emitiu em Novembro do ano passado
|

O Presidente Cavaco Silva negou esta tarde ter tentado esconder  os títulos da Sociedade Lusa de Negócios da sua "carteira" ou ter feito aplicações a título pessoal em acções daquela sociedade. O chefe de Estado esclareceu que o investimento nos "papéis" da SLN, antiga detentora do BPN, foi realizado por "um banco" a quem entregou as poupanças.

"Recentemente foi noticiado que eu tinha tentado esconder que da minha carteira de títulos e da minha mulher faziam parte - há muitos anos, muitos anos antes de ser Presidente da República - acções da SLN", lamentou o Presidente da República, garantindo que tal "não é verdade. E se eu digo que não é verdade é porque estou perfeitamente seguro que o posso dizer"

Na declaração produzida à margem da entrega dos prémios COTEC Inovação, Cavaco Silva remeteu para o comunicado emitido em Novembro passado no qual esclarecia que as suas poupanças e da sua mulher foram entregues a quatro instituições financeiras. Estas instituições fizeram depois aplicações em acções de diversas entidades, incluindo a SLN.

"Eu e a minha mulher, antes de eu estar nesta posição, quando éramos apenas professores, não tínhamos as nossas poupanças debaixo do colchão. Nem tão pouco no estrangeiro. Entregámos as nossas poupanças a quatro bancos, incluindo o BPN para gerirem as nossas poupanças (...)", esclareceu Cavaco Silva, lembrando que, "em Novembro do ano passado, emiti um comunicado dizendo onde podiam ser verificadas todas as aplicações feitas pelos bancos gestores em acções do BCP, BPI, EDP, Jerónimo Martins, Brisa SONAE e também a aplicação que um banco fez em acções da SLN".

O semanário Expresso noticiou no último fim-de-semana que o Presidente da República comprou e vendeu acções da SLN e que era accionista do BPN, controlando mesmo o banco até à sua nacionalização.

Neste sentido, Cavaco Silva afirmou hoje que quem procura envolver o seu nome no processo BPN "não está a dizer a verdade".

O Presidente relembrou essa nota publicada no final de Novembro no site da Presidência da República e na qual é denunciada a "tentativa de associar" o Chefe de Estado do caso BPN, excluindo qualquer envolvimento em negócios relacionado com aquele banco.

Tópicos:

BPN, Cavaco Silva, Presidente da República, SLN,

A informação mais vista

+ Em Foco

Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

    Entrevista Olhar o Mundo a um dos autores e investigadores militares mais reconhecidos do mundo anglo-saxónico.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.