Centro recusa exclusão em revista alegadamente financiada pelo Turismo de Portugal

| Economia

A Turismo do Centro criticou hoje o Turismo de Portugal por ter alegadamente financiado a publicação numa revista internacional de um suplemento dedicado ao setor no país e no qual a região Centro não figura.

"Não aceito esta discriminação e alguém vai ter de explicar", disse à agência Lusa o Presidente da Entidade Regional do Centro, Pedro Machado, que na quarta-feira enviou uma carta ao presidente deste instituto público, João Cotrim Figueiredo, a pedir esclarecimentos.

A revista "Monocle" lançou um suplemento sobre o turismo em Portugal, intitulado "Portugal: A Monocle Travel Guide", que foi "pago pelo Turismo de Portugal e que este irá financiar em cerca de 190 mil euros a conferência Quality Live", que aquela revista vai organizar em abril de 2015, em Lisboa.

Embora louve o trabalho publicado, a Turismo do Centro, "independentemente do valor da peça jornalística do referido suplemento, não pôde deixar de reparar, com elevada estranheza, dúvida e indignação, a ausência do tratamento e referência" a uma região que reúne 100 municípios e sete sub-regiões.

O Centro é "uma das regiões portuguesas de maior riqueza e diversidade", sendo ainda "a mais extensa em termos de território", afirma Pedro Machado em comunicado.

As sub-regiões de Castelo Branco, Coimbra, Leiria/Fátima/Tomar, Oeste, Ria de Aveiro, Serra da Estrela e Viseu/Dão Lafões, "só por si, justificam plenamente (e pelo menos) um tratamento igualitário às restantes regiões de turismo, aí retratadas".

O presidente da Entidade Regional de Turismo salienta, designadamente, "uma enorme riqueza natural, cultural e paisagística, recursos patrimoniais edificados (e outros) qualificados pela UNESCO como Património da Humanidade, algumas das melhores e mais reconhecidas zonas costeiras do país e o maior local de culto religioso do país", o santuário de Fátima.

"A estranheza aumenta quando, por exemplo, na secção do referido suplemento `Where to go - Coastal Surf Towns`, encontramos referenciadas praias como Moledo e Comporta e se negligenciam praias como a Nazaré ou Peniche, reconhecidas nacional e internacionalmente como dos melhores sítios" para a prática de surf em Portugal.

A entidade liderada por Pedro Machado exige saber "quais os critérios do Turismo de Portugal para a escolha dos conteúdos deste suplemento", tendo em conta que "se negligenciou, totalmente, a Região de Turismo do Centro", enquanto as restantes congéneres do Continente figuram na publicação.

"Será que o Turismo de Portugal não considera o Centro como parte do país? Será que não o considera, bem como aos seus 100 municípios, dignos de serem tratados de forma igualitária, relativamente às restantes regiões de turismo?", pergunta.

A Lusa tentou obter uma reação do Turismo de Portugal, o que não foi ainda possível.

Tópicos:

Moledo, Nazaré, To Oeste Ria Aveiro Serra Estrela,

A informação mais vista

+ Em Foco

O Conselho Europeu informal de Salzburgo tem em cima da mesa dossiers sensíveis, com a imigração e o Brexit no topo da agenda. A RTP preparou um conjunto de reportagens especiais sobre esta cimeira.

    Nas eleições primárias, alguns dos mais conceituados senadores democratas foram vencidos por candidatos mais jovens, progressistas e, alguns deles, socialistas.

      Em 1995, dois estudantes desenvolveram um motor de pesquisa. Dois anos depois, Andy Bechtolsheim passou um cheque no valor de 100 mil dólares. Nesse dia, fez-se história: a Google nasceu.

        Os novos desenvolvimentos no diferendo comercial entre os Estados Unidos e a China vieram lançar ainda mais dúvidas sobre os próximos passos que os dois lados poderão adotar.