Comissão de Trabalhadores da RTP rejeita concessão a privados

| Média
Comissão de Trabalhadores da RTP rejeita concessão a privados

A Comissão de Trabalhadores da RTP rejeita a possibilidade de a RTP ser concessionada a investidores privados e já marcou um plenário para discutir o assunto na próxima quarta-feira.

Em declarações à Antena1, Camilo Azevedo, da Comissão de Trabalhadores da RTP, afirma que esse cenário é somente uma “solução rápida para satisfazer um compromisso” que o governo tem. Como a privatização não reúne consenso, surge agora o “arranjo da concessão para fazerem o negócio já prometido”.

Camilo Azevedo sublinha que qualquer decisão sobre o futuro da RTP deve ser tomada com base em estudos sólidos e projetos em relação às instalações e aos trabalhadores, até porque “nada é dito” sobre o que vai ser feito com a história da rádio e da televisão públicas.

Esta reação surge depois de o economista e consultor do governo para as privatizações António Borges ter admitido que a RTP1 poderá ser concessionada a investidores privados e que a RTP2 poderá ser encerrada.

Em entrevista à TVI na noite passada, António Borges afirmou que a possibilidade de concessionar a RTP1 a investidores privados é um cenário “muito atraente”, embora tenha garantido que nada está ainda decidido sobre o futuro da empresa. O semanário Sol garante que a decisão está tomada.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia voltou a ser a principal porta de entrada de candidatos ao estatuto de refugiados, como constatou a enviada especial da RTP a Lesbos, Rosário Salgueiro.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.