Exportações do mobiliário aumentam 11% em 2013 e atingem recorde de 1.200 milhões

| Economia

As exportações do setor do mobiliário e colchoaria aumentaram 11% no ano passado, em comparação com 2012, e atingiram 1,2 mil milhões de euros, revelou hoje a Associação Portuguesa das Indústrias de Mobiliário e Afins (APIMA).

Em comunicado apoiado nos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a APIMA frisou que as importações caíram 8% durante 2013 face a 2012, para um valor de 492 milhões de euros.

França continua a ser o maior mercado das exportações do setor do mobiliário e colchoaria com 29% da quota do total, o que representou 346 milhões de euros de vendas, seguindo-se a Espanha com 25% das exportações nacionais e, em terceiro lugar, Angola.

O mercado que mais cresceu foi o norte-americano (quinto maior para o mobiliário e colchoaria), que, apesar da subida de 119%, representou 3% das exportações portuguesas do setor no ano passado, ou 35,7 milhões de euros, distante do quarto maior mercado -- o alemão -- que significou 105,6 milhões de euros de vendas.

A APIMA acrescenta que a "taxa de cobertura das exportações pelas importações do período em referência é de 243%, superando a marca alcançada no mesmo período em 2012 (201%)" e que "o saldo da balança comercial sectorial continua superavitário".

Tópicos:

Estatística INE, Indústrias Mobiliário,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Redação da RTP votou sobre as figuras e acontecimentos mais destacados, a nível nacional e internacional. Veja aqui as escolhas.

    O embaixador russo em Lisboa afirma, em entrevista à RTP, que as declarações e decisões de Donald Trump sobre Jerusalém podem incendiar todo o Médio Oriente.

    Rui Rosinha, bombeiro de Castanheira de Pêra, sofreu queimaduras de terceiro grau e esteve dez horas à espera de ser internado. Foi operado 14 vezes e regressou a casa ao fim de seis meses.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.