Gestão da Caixa no BPN investigada pelo Ministério Público

| Economia
Gestão da Caixa no BPN investigada pelo Ministério Público

Foto: José Manuel Ribeiro/Reuters

O Ministério Público está a investigar a gestão feita pela Caixa Geral de Depósitos no BPN, nomeadamente porque foram concedidos 526 milhões de euros de crédito a cerca de 80 empresas, que deram apenas 81 milhões de euros como garantias.

A informação é avançada esta manhã pelo Diário de Notícias, que explica que os números fazem parte de documentos a que teve acesso e acrescenta que a Parvalorem – a empresa criada para gerir os ativos tóxicos do banco – já avançou com queixas-crime contra a antiga administração da entidade bancária.

Fonte ligada à administração do BPN, liderada por Francisco Bandeira, afirmou ao jornal que tinha ficado surpreendida com a iniciativa da Parvalorem.

(com Sandra Henriques)

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à RTP, a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, garantiu que enquanto tiver confiança do primeiro-ministro não vai sair do Executivo.

Jorge Paiva, botânico e professor, um dos maiores peritos da floresta, critica em entrevista à Antena 1 o desinteresse generalizado dos políticos pelos problemas da floresta.

É uma tragédia sem precedentes que vai marcar para sempre o país. O incêndio de Pedrógão Grande fez 64 mortos mais de duas centenas de feridos. Há dezenas de deslocados.

Nodeirinho é a aldeia mártir do incêndio de Pedrógão Grande. É uma aldeia em ruínas, repleta de casas queimadas e telhados no chão. Um cenário de desolação e dor.