Governo queria processar banco que agora cooptou para privatizar CTT

| Economia
Governo queria processar banco que agora cooptou para privatizar CTT

A ver: Governo queria processar banco que agora cooptou para privatizar CTT

Um dos bancos que o governo ameaçou processar por causa dos contratos especulativos foi agora escolhido para a assessoria financeira na privatização dos CTT. O banco americano JP Morgan e a Caixa Banco de Investimento vão assim apoiar o Estado na venda dos correios a privados. No final de Abril o Governo anunciou a intenção de avançar para tribunal contra o JP Morgan, e contra o espanhol Santander, por não ter chegado a acordo na negociação dos contratos especulativos celebrados com empresas públicas na última década. Segundo o jornal Público, a escolha do JP Morgan para assessor financeiro na privatização dos CTT estava dependente de um acordo no caso dos swaps. Mas o Ministério das Finanças não confirma se esse acordo já foi alcançado.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam em Portugal continental cerca de 200 mil hectares.

    Filipe Vasconcelos Romão, comentador de assuntos internacionais, refere que o artigo 155 da Constituição Espanhola será aplicado sem que haja qualquer lei de enquadramento.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Na primeira entrevista pós-autárquicas, à Antena 1, Jerónimo de Sousa não poupou nas palavras. Afirmou que o "Governo ficou mal na fotografia e subestimou a situação" dos fogos.