Lucro da Altri mais que triplica até setembro para 84,7 milhões de euros

| Economia

O lucro da Altri mais que triplicou (270,6%) nos primeiros nove meses, face a igual período de 2014, para 84,7 milhões de euros anunciou hoje a produtora de pasta de papel de eucalipto.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa adianta que as receitas subiram 21,5% entre janeiro e setembro, para 494,3 milhões de euros.

"Este aumento explica-se pelo número de toneladas de pasta de papel vendidas, bem como pela evolução positiva do preço", refere a empresa portuguesa.

No terceiro trimestre, as receitas atingiram os 181,5 milhões de euros, uma subida de 27% em termos homólogos.

Os custos totais subiram 2,1% até setembro, para 331,1 milhões de euros, "refletindo o aumento de produção verificado", adianta.

Já o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) evoluiu 98,3% para 163,2 milhões de euros, com a margem a subir 12,8 pontos percentuais.

O terceiro trimestre constituiu "um novo trimestre recorde, com o EBITDA a situar-se em 63,1 milhões de euros mais 109,8% que em igual período do ano passado e com a margem a atingir um recorde de 34,8%".

Segundo a Altri, o recorde do EBITDA "explica-se pela evolução do volume de produção e dos preços de venda complementadas com uma redução dos custos unitários de produção".

Nos primeiros nove meses do ano, a Altri, através das três unidades industriais Celbi, Celtejo e Caima produziu 754,3 mil toneladas de pasta de papel (+2%), vendeu 758,3 mil toneladas (+2%), das quais 703,3 mil toneladas ou 419,2 milhões de euros para os mercados externos".

No penúltimo trimestre do ano, as exportações ascenderam a 252,3 mil toneladas e 146,4 milhões de euros.

A unidade industrial da Celbi parou durante 15 dias em abril com o objetivo de realizar operações quer de manutenção, quer de reforço de eficiência operativa. Em junho, a unidade industrial Caima realizou uma paragem necessária à conclusão do projeto de conversão em pasta de especialidades.

A Altri "registou no terceiro trimestre deste ano o seu melhor trimestre de sempre, quer a nível operacional, quer a nível financeiro".

Entre julho e setembro, o resultado líquido do grupo português foi de 34,4 milhões de euros, mais do triplo face a igual período de 2014.

Até setembro, a Altri fez investimentos líquidos de 29,5 milhões de euros e reduziu o endividamento em 87 milhões de euros, face a 2014, para 444,9 milhões de euros.

O `free cash flow` [fluxo de caixa] gerado até final do mês passado atingiu os 86,2 milhões de euros, com a Altri a pagar dividendos no montante de 16,4 milhões de euros no segundo trimestre.

Tópicos:

Celbi Celtejo Caima,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Redação da RTP votou sobre as figuras e acontecimentos mais destacados, a nível nacional e internacional. Veja aqui as escolhas.

    Em entrevista à RTP, Santana Lopes defendeu que o estado de graça do Governo de esquerda acabou.

    Entrevistado na RTP, Rui Rio não afastou a possibilidade de um bloco central com o PS em condições extraordinárias.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.