Mercado interno puxa pelo setor agrícola

| Economia

O volume de negócios do setor agrícola cresceu 3 por cento em 2015 face a 2014 (acima dos 2 por cento da generalidade das empresas) com o contributo positivo do mercado interno, segundo um estudo do Banco de Portugal.

"O mercado interno tem determinado a evolução do volume de negócios do setor (com exceção de 2012 e 2013, anos em que o mercado externo apresentou um contributo positivo superior)", destaca o Banco de Portugal numa análise do setor agrícola entre 2011 e 2016.

Em 2015, o setor exportador compreendia 6 por cento das empresas, 29 por cento dos trabalhadores e 35 por cento do volume de negócios das empresas com atividade agrícola.

O setor agrícola compreendia 9 por cento das empresas em Portugal (35 mil empresas), representando 14 por cento e 9 por cento do número de trabalhadores.

Em 2015, o número de empresas em atividade no setor agrícola cresceu 3,7 por cento em relação ao ano anterior, 2,5 pontos percentuais acima do total das empresas.

Por cada empresa do setor que cessou atividade, foram criadas 1,7 outras.

O setor é constituído maioritariamente por microempresas (85 por cento), sendo os 15 por cento de PME responsáveis pela maior parcela de volume de negócios (53 por cento), enquanto as grandes empresas (0,3 por cento do total) representam 34 por cento do volume de negócios.

O setor agrícola é mais relevante no distrito de Portalegre, agregando 49 por cento do volume de negócios das empresas aí sediadas, enquanto Lisboa e Porto são responsáveis por 27 e 13 por cento do volume de negócios do setor, respetivamente.

No final do primeiro semestre de 2016, 10,7 por cento do crédito concedido ao setor agrícola encontrava-se em incumprimento (8,4 por cento no final de 2011), abaixo da totalidade das empresas (16,7 por cento no primeiro semestre de 2016 e 7,2 por cento no final de 2011).

Tópicos:

Portalegre,

A informação mais vista

+ Em Foco

Um mês depois dos incêndios, ainda há raízes em combustão sob a terra no concelho de Pedrógão Grande. Reunimos aqui um conjunto de vídeos em 360 graus captados no local.

A 17 de junho, Portugal começou a assistir ao mais mortífero incêndio de sempre. A paisagem de Pedrógão Grande mantém-se em tons de sépia. Um cenário captado pelo fotojornalista Pedro A. Pina.

    Nos últimos dois anos a RTP ouviu três vozes com diferentes perspetivas do conflito israelo-palestiniano: Miko Peled, Shahd Whadi e Tamir Ginz.

    Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.