Nova equipa da CGD contará com continuidade de Rui Vilar e mais três gestores da anterior administração

| Economia
Nova equipa da CGD contará com continuidade de Rui Vilar e mais três gestores da anterior administração

A ver: Nova equipa da CGD contará com continuidade de Rui Vilar e mais três gestores da anterior administração

Parte da nova administração da Caixa Geral de Depósitos já é conhecida. Rui Vilar, atual vice-presidente não executivo, vai passar a ser o novo presidente não executivo da Caixa.

O jornal de Negócios avança que Paulo Macedo vai levar para o banco José João Guilherme com quem trabalhou no BCP.

A administradora não-executiva será Esmeralda Dourado, antiga presidente do Interbanco.

Da equipa anterior, há três administradores que não se demitiram
e que podem manter-se na nova equipa. Tiago Ravara Marques, João Tudela Martins e Pedro Leitão.

Paulo Macedo vai ter em mãos o plano de recapitalização da Caixa. Macedo terá também de por em prática o plano de reestruturação e de negócios preparado por António Domingues.

Nesse plano está prevista a redução de 2. 500 trabalhadores.

Está também previsto o encerramento de vários balcões do banco.

As alterações têm que estar concluídas até 2020.

A informação mais vista

+ Em Foco

João Viera Lopes da Confederação de Comercio e Serviços de Portugal (CCP) explica e garante que não há nenhuma medida alternativa equivalente à redução da TSU.

É uma esquerda em cacos aquela que se prepara para escolher um candidato ao Eliseu. Há sete pretendentes à vaga. Valls, Montebourg e Hamon aparecem como favoritos.

    Milhões de pessoas, por todo o mundo. No dia seguinte à tomada de posse multiplicaram-se as manifestações contra Donald Trump. Os protestos aconteceram em pelo menos 60 países.

      O primeiro registo de imagem de uma posse presidencial na América é de março de 1857, quando James Buchanan se tornou o 15.º Presidente.