OPEP chegou a acordo para limitar produção de petróleo

| Economia

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) anunciou hoje que alcançou um acordo para reduzir a sua produção em 1,2 milhões de barris por dia, limitando-a a 32,5 milhões de barris diários.

"Conseguimos alcançar um acordo", declarou o ministro da Energia do Qatar, Mohammed Saleh al-Sada, que preside à conferência da OPEP, após uma reunião dos 14 países do cartel em Viena.

Paralelamente, a Rússia "comprometeu-se a reduzir em 300 mil barris" a sua produção, ou seja, metade da redução pedida aos países que não fazem parte da OPEP, acrescentou.

A redução da produção da OPEP será "de 1,2 milhões de barris por dia, para um limite de 32,5 milhões de barris por dia", precisou o ministro, explicando que o acordo tem efeitos a partir de "1 de janeiro de 2017".

Os países da OPEP têm feito várias diligências nos últimos dois meses para alcançar um acordo sobre as modalidades de redução da produção, com o objetivo de aumentar os preços, numa altura em que existe um excesso de oferta.

 

 

Tópicos:

OPEP, Qatar Mohammed Saleh,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em entrevista à Antena 1 e Jornal de Negócios, José Theotónio considera que existe uma diferença de preços muito significativa em relação a mercados concorrentes.

Em entrevista à RTP, o embaixador francês analisa o atual momento do país, os populismos, os emigrantes portugueses e o interesse francês em Portugal.

    A Associação Adeptos dos Sonhos faturava cerca de 2600 euros por dia, alegadamente para ajudar crianças carenciadas, mas 90% do dinheiro que recebia ia para uma empresa privada do namorado da presidente.

    Entrevista de D. António Marto, Bispo de Leiria-Fátima, à RTP.