Passos afirma que défice é semelhante ao de 2012 sem contar com Banif

| Política
Passos afirma que défice é semelhante ao de 2012 sem contar com Banif

Foto: Tiago Petinga/Lusa

O primeiro-ministro considera que o valor do défice divulgado esta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística para o primeiro trimestre (10,6 por cento) não é muito diferente do que se verificou no ano passado, se não se contar com o financiamento ao Banif (8,8 por cento). Porém, Pedro Passos Coelho avisa que a despesa pública ainda vai crescer mais.

Passos Coelho afirma que o governo já sabia que “este ano havia um aumento da despesa pública resultante do facto de estarmos a fazer a reposição de um dos subsídios aos trabalhadores da Administração Pública e aos pensionistas”. Como os dois subsídios vão ser repostos na sequência da decisão do Tribunal Constitucional, o governante perspetiva um défice ainda maior.

Apesar disso, Passos Coelho está convencido de que é possível conseguir atingir a meta do défice definido para o final deste ano. O chefe do governo acredita que é possível chegar à meta de 5,5 por cento até ao final do ano.

(com Sandra Henriques)

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Uma semana depois de as chamas deflagrarem em Monchique, a Proteção Civil deu o incêndio como dominado e em fase de resolução. Portugal volta a ser o país com mais área ardida na Europa.

    Uma parte central da Ponte Morandi, em Génova, Itália, desabou na manhã de terça-feira durante uma tempestade. Morreram dezenas de pessoas.

      É um desejo antigo do Homem poder tocar as estrelas. Um feito que parece ser agora "quase" alcançável através da missão espacial solar Parker.

        Entre as 21h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira, o mundo viu uma chuva de Perseidas, espetáculo habitual em agosto. Nos locais mais remotos, foi possível admirar melhor o fenómeno.