Presidente da Câmara de Viseu quer que aeródromo municipal passe a regional

| Economia

O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, desafiou hoje o novo diretor do aeródromo municipal, Paulo Soares, a trabalhar para que esta infraestrutura venha a ter um caráter regional.

Durante a apresentação de Paulo Soares, Almeida Henriques defendeu que existem "condições para este ser muito mais do que um aeródromo só da cidade de Viseu ou do concelho".

"Tem hoje condições para rapidamente evoluir e a sua designação transformar-se, do ponto de vista de requisitos técnicos, num aeródromo regional, para que seja pertença de toda esta comunidade regional, numa perspetiva de cidade/região que Viseu é", frisou.

O autarca social-democrata pediu também ao novo diretor que aproveite o seu leque de contactos para captar investimento e fixar competências no aeródromo, "eventualmente até no domínio dos custos da aeronáutica e de outras áreas que tenham a ver com a aviação".

O aeródromo de Viseu "tem potencial, pelo seu posicionamento, pela forma como está localizado, pelas condições intrínsecas" que já tinha e que foram melhoradas com o investimento de cerca de 150 mil euros da autarquia durante este mandato.

Almeida Henriques lembrou que este investimento permitiu que o aeródromo "se posicionasse para o concurso dos voos regulares", que fará a ligação das linhas aéreas entre Bragança, Vila Real, Viseu, Lisboa e Algarve.

Paulo Soares, de 49 anos, congratulou-se por a Câmara ter entendido que "o aeródromo devia ser um polo dinamizador" não só do concelho, mas da região.

"Importante é criar condições para quem se quer instalar e veja nisto uma oportunidade de negócio, como transporte aéreo ou outras atividades aeronáuticas", frisou.

Licenciado em Ciências Aeronáuticas, o novo diretor do aeródromo tem no currículo os cargos de vice-presidente do Instituto Nacional da Aviação Civil, diretor da Escola de Ciências Aeronáuticas da Universidade Lusófona do Porto e comandante da TAP.

Segundo o responsável, "a pista, do ponto de vista técnico, tem condições para tudo".

"A pista da Madeira, antigamente, tinha 900 metros. Nós temos uma pista de 1.100 metros, com 30 metros de largura", explicou, acrescentando que o aeródromo é atualmente de classe 2 e passará a classe 3 com a entrada em funcionamento das linhas regulares de transporte aéreo, o que deverá acontecer até ao final deste semestre.

Paulo Soares avançou que serão criadas condições de iluminação para voos noturnos e para voos realizados mesmo quando as condições climatéricas não são as melhores.

"Vamos reativar a ajuda da aproximação por instrumentos, que também vai permitir tetos mais baixos", referiu, lembrando que em Viseu existe "uma ajuda rádio que é uma das referências nacionais" (VOR de aproximação), só havendo mais quatro iguais, em Lisboa, Porto, Faro e Espichel.

É seu objetivo também promover o aeródromo internacionalmente para quem viaja em turismo, em lazer ou em negócios "e depois incentivar companhias e operadores turísticos para fazerem carreiras de caráter esporádico em `charter`", concretamente para servir as comunidades portuguesas residentes em França e na Suíça.

O diretor apontou algumas conquistas já conseguidas, como o preço da gasolina, que é "a mais barata desde Cascais até Bragança", o que considera levar a "um incremento de visitas, nomeadamente das escolas de formação" que passarão a abastecer em Viseu.

Por outro lado, os Bombeiros Municipais de Viseu, que futuramente também ficarão instalados no aeródromo, "têm formação aeronáutica de combate a incêndios", podendo dar formação a terceiros.

Almeida Henriques lembrou que estão a ser feitos os projetos de ampliação do edifício do aeródromo, para futuramente acolher também o Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu e um Comando Nacional de Operações de Socorro alternativo ao de Lisboa.

Tópicos:

Aviação, Cascais, Câa Viseu, Licenciado, Socorro,

A informação mais vista

+ Em Foco

Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      O ex-ministro da Defesa israelita Avigdor Lieberman acumulou diatribes ao longo da carreira política.

        A destruição causada pelas chamas no Estado norte-americano da Califórnia retratada numa galeria de fotografias.