Programa Revitalizar vai ajudar pequenas e médias empresas

| Economia
Programa Revitalizar vai ajudar pequenas e médias empresas

Foto: José Manuel Ribeiro, Reuters

O Programa Revitalizar vai disponibilizar, a partir desta terça-feira, 220 milhões de euros para ajudar à capitalização de pequenas e médias empresas. O objetivo é permitir que, com o capital próprio reforçado, as PME's consigam aceder ao crédito bancário a preços mais competitivos.

As empresas candidatas devem ser viáveis e fortes, com projetos de crescimento, sobretudo de exportação.

Os fundos estão organizados numa base regional, com 80 milhões de euros para o norte do país, 80 para o centro e Lisboa e 60 para Alentejo e Algarve, e serão atribuídos principalmente aos setores da indústria, energia, comércio, transportes e logística, turismo, serviços e construção civil.

Dos 220 milhões de euros, metade provêm de fundos comunitários, e a outra metada da banca. Por esse motivo, apesar de a medida ter sido anunciada em fevereiro de 2012, só agora será implementada; BCP, Banif e Caixa Geral de Depósitos, três dos sete bancos envolvidos, tiveram de obter uma autorização especial de Bruxelas porque receberam ajuda financeira no âmbito do programa da troika.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Os portugueses escolhem os seus representantes locais a 1 de outubro. Acompanhe aqui a campanha, os debates e toda a informação sobre as eleições Autárquicas.

    A Alemanha foi a votos com uma economia próspera. O reverso da medalha é a degradação de condições sociais para uma parte significativa da população.

      Em entrevista exclusiva ao "Olhar o Mundo" aquele que já foi o mais novo primeiro-ministro da União Europeia (2014-2016) aconselha Portugal a apostar nas novas tecnologias e na juventude do país.

      O ímpeto independentista ganhou força, motivado pela crise e pelas divergências em relação ao Estatuto da Autonomia da Catalunha.