Rescisões na função pública vão ter limite de idade

| Economia

|

Os funcionários públicos com mais de 50 anos poderão não ser autorizados a aceder ao programa de rescisões que está a ser preparado pelo Governo, noticia hoje o Correio da Manhã. Segundo o jornal, a ideia é "proteger do risco de desemprego os funcionários públicos mais idosos e que estejam mais próximos da idade da reforma".

Sendo dirigido às carreiras de assistentes técnicos e operacionais, com níveis de salários e escolaridade muito baixos, o programa de rescisões por mútuo acordo poderia pôr em causa a sobrevivência destes trabalhadores, que teriam dificuldade em arranjar novo emprego, explica o jornal.

Segundo as fontes ouvidas pelo Correio da Manhã mas não identificadas, a ideia do Governo será agora a de dispensar os trabalhadores mais novos e com maior "capacidade para procurar um novo posto de trabalho em Portugal ou no estrangeiro".

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP disponibiliza agora uma nova aplicação: apresenta as notícias do dia em texto, vídeo e áudio, alertas de última hora e as emissões da RTP3 e Antena 1.

Em dez anos, o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem condenou o Estado 18 vezes em casos de liberdade de expressão.

    Londres é o grande centro financeiro para negócios internacionais e comércio da Europa e um dos principais centros de liderança da economia global. Corre o risco de ser desmantelada.

      Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra.